Cidadeverde.com
Esporte

Nova gestão do Santos resolve urgências e acalma Cuca para decisão com Boca

Imprimir

"Ainda bem que vocês resolveram isso". As palavras partiram da comissão técnica para membros da nova diretoria encabeçada pelo presidente eleito Andrés Rueda em um dia de trabalho no CT Rei Pelé, do Santos. 

Em pouco tempo, os novos cartolas deram a Cuca a tranquilidade que ele cobrava para preparar sua equipe para o duelo com o Boca Juniors (ARG).

A maior preocupação era sobre Luan Peres. Cuca não sabia se poderia contar com seu zagueiro titular nas semifinais da Taça Libertadores, já que o empréstimo terminava no fim de 2020. P

or meio de Walter Schalka, membro do novo Comitê de Gestão, o Santos costurou um acordo com o Club Brugge (BEL) para renovar o empréstimo e alinhar uma futura compra.

Luan Peres conversou com o Brugge para deixar clara sua vontade de permanecer no Santos. O time alvinegro topou pagar 2,7 milhões de euros (R$ 17 milhões) para adquirir 70% dos direitos econômicos do defensor caso avance para a final da Libertadores. Além disso, pagou 100 mil euros (R$ 600 mil) para estender o empréstimo até a semifinal contra o Boca.

Além disso, a nova diretoria também abriu diálogo com o zagueiro Lucas Veríssimo e tranquilizou o jogador que quer deixar o Santos rumo ao Benfica (POR), dando garantias de que ele será negociado.

Assim, o defensor, que chegou a pedir para não jogar, fica à disposição de Cuca, e o técnico não corre o risco de novos imprevistos com o camisa 28.

A direção entende que a proposta por Veríssimo não é a melhor possível, mas vê o valor como aceitável e topa fazer negócio.

Cuca termia não poder contar com sua dupla de zaga titular na partida mais importante da temporada e não sabia a quem recorrer diante do momento atual do Santos, com a transição de Rollo para Rueda. José Renato Quaresma, membro do Comitê de Gestão responsável pelo futebol, foi quem mais ajudou na comunicação com a direção.

Agora, com os dois problemas mais críticos resolvidos, Cuca terá tempo e foco de todos para preparar a equipe para o jogo da próxima quarta-feira (6), em La Bomboneira, na Argentina, diante do tradicional Boca Juniors.

EDER TRASKINI
SANTOS, SP (UOL/FOLHAPRESS)

Imprimir