Cidadeverde.com
Cidades

Aeroportos e aeródromos de 7 cidades são mobilizados para receber as vacinas

Imprimir

Fotos: Esaero

Equipes dos aeroportos e aeródromos de sete cidades estão mobilizados deste às 6h desta terça-feira (19) para fazer o translado das vacinas Coronavac para os municípios piauienses.

Ontem, o Piauí recebeu mais de 61 mil doses da vacina para Teresina e interior. A capital irá imunizar 11 mil pessoas na primeira fase. 

Na manhã de hoje, as vacinas já chegaram nos aeroportos de Floriano, Picos e Parnaíba. Por volta das 9h, desembarcou o lote dos imunizantes em São Raimundo Nonato.

A rota do avião prevê ainda desembarque em Uruçuí, Bom Jesus e Corrente. A Secretaria Estadual de Saúde entrega as vacinas nas regionais e eles repassam para os municípios.

Liz Martins, diretora de operações aeroportuária da Esaero, informou ao Cidadeverde.com que os aeroportos recebem as vacinas respeitando todos os protocolos e com apoio da Polícia Militar.

“É um orgulho fazer parte dessa operação, considerado um fato histórico, numa ação que trará benefícios e saúde para a população. Estamos recebendo as vacinas com apoio a Polícia Militar, dos prefeitos e dos secretários de Saúde”, disse Liz Martins.

 

As doses de vacinas que chegaram ao Piauí foram encaminhadas para a Rede de Frios em Teresina para a separação de doses por municípios do Estado. Ainda ontem, receberam as doses as cidades de Teresina, Campo Maior, Piripiri, Barras, Valença, Oeiras, Amarante e as doses destinadas à Fundação Municipal de Saúde. Hoje, vão receber as doses as cidades de Floriano, Uruçuí, Bom Jesus, Corrente, Picos, São Raimundo Nonato,  Paulistana, Fronteiras e Parnaíba. Para estes municípios o deslocamento está sendo feito em aeronave.

Segundo o Superintendente de Atenção à Saúde da Sesapi, Herlon Guimarães, nestes municípios ficam as Centrais Regionais. “A partir das Centrais, as doses serão distribuídas para todas as cidades do Estado, ficando sob a responsabilidade de cada município a vacinação da sua população. Os profissionais de cada cidade já estão de prontidão, esperando essas doses chegarem. Depois desse processo, a vacinação segue o seu ritmo ”, explica Herlon.

A população de cada cidade deve procurar a Unidade Básica de Saúde do seu município e ver de que forma está sendo organizada a vacinação. “O Ministério da Saúde já sinaliza com o envio de mais doses. Na medida em que formos recebendo mais doses vamos avançando nas demais fases”, explica o superintendente.

 

Flash Yala Sena (Com informações da Sesapi)
[email protected]

Imprimir