Cidadeverde.com
Entretenimento

MC Bruninho, aos 13 anos, compra carro avaliado em R$ 220 mil

Imprimir

Foto: Instagram/@mcbruninhoreal
MC Bruninho compra carro de R$ 220 mil aos 13 anos: 'Deus abençoou'

O cantor MC Bruninho, 13, que ficou mais conhecido pela música "Jogo do Amor", em 2018, decidiu abrir o bolso e comprar um carrão avaliado em R$ 220 mil.

Pelas redes sociais, posou com um Land Rover. "Deus abençoou", escreveu o funkeiro no Instagram. O jovem, que ainda nem pode dirigir, não escondeu sua felicidade com a nova aquisição.

O artista começou afazer sucesso aos 11 anos e até chamou a atenção dos esportistas Gabriel Jesus, Gabriel Medina e Neymar, que ajudaram a popularizá-lo ao publicarem sua música na ocasião. Até o cantor Caetano Veloso elogiou Bruninho e o recomendou aos seguidores.

Natural da periferia de Pernambuco, Bruninho se mudou para São Paulo depois de estourar com o hit de dois anos antes. Atualmente, tem 5,3 milhões de seguidores no Instagram.

Bruninho gosta de música desde quando era ainda (ainda mais) novo. Seu pai, que além de consertar celulares trabalhava como motorista em escolas do Recife, é percussionista num grupo chamado Relíquia do Samba e costumava levá-lo nas apresentações. "Ele gostava de cantar, o pessoal dizia que tinha talento. Eu via que pelo timbre de voz dele, ele era afinado, mas nunca imaginei que poderia ser artista", disse Barbosa em entrevista ao F5.

A vida de Bruninho mudou completamente em poucos meses. A família deixou o Recife para viver em São Paulo, onde ele foi contratado por uma agência especializada em funk. O pai, Barbosa, largou o emprego como motorista de um colégio para se dedicar exclusivamente à carreira do filho.

Ele passou a fazer shows, em que canta as duas músicas das quais é coautor, além de hits de outros artistas. Sua agenda de shows estava lotada, com cachê por apresentação chegando a R$ 30 mil.

A nova situação financeira da família já havia rendido a Bruninho a realização de um sonho antigo, a compra de um videogame Playstation, conta ele, que ainda não se acostumou a dar entrevistas. Na rápida conversa com a BBC News Brasil, o menino respondeu a várias perguntas apenas com um "anham" ou longos silêncios, explicados pelo produtor que o acompanha diariamente e que estava também na linha como sendo timidez.

 

Fonte: Folhapress

Imprimir