Cidadeverde.com
Últimas

Vídeo: festa clandestina termina com tiroteio e um morto na zona Leste de Teresina

Imprimir

 

Atualizada às 9h50

O coordenador do Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), delegado Francisco Costa, o Baretta, informou que o jovem morto durante uma festa clandestina na madrugada desta sexta-feira (19) possuía um histórico criminoso. Jonas de Sena Oliveira,30 anos, já respondia processos por assalto a banco e por um homicídio.

A Polícia acredita que o crime havia sido planejado com antecedência e que pessoas que participavam da festa estariam observando os passos da vítima. 

"Lá foram arrecados projéteis de diferentes calibres, inclusive de fuzil 556, e também foram entrevistadas pessoas que dão conta que dois indivíduos estavam lá dentro, seguindo os passos do Jonas. Acredito que já estavam seguindo ele aguardando o momento para executá-lo. O Jonas tem um perfil criminoso. Ele é assaltante de banco, também foi indiciado por nós por crime de homicídio há uns anos atrás. Tinha um histórico, mas isso não justifica a morte dele. Vamos investigar para chegar aos autores desse crime", destacou o delegado. 

Além de Jonas de Sena, pelo menos outras três pessoas acabaram baleadas durante o episódio na festa que acontecia em um pub localizado na BR 343, no bairro Uruguai, zona leste da capital. 

A Polícia já iniciou a coleta de informações junto a testemunhas para esclarecer a motivação e a autoria do crime. "A linha de investigação está sendo definida. Temos bastante informação e temos o perfil da vítima, que é um dos elementos necessários para a investigação criminal de um homicídio. Partindo disso, o delegado responsável pela investigação tem todo um lastro probatório para desenvolver" explicou o coordenador do DHPP. 

Foto: Natanael Souza/Cidadeverde.com 

 Organizadores de festa serão indiciados 

O coordenador do DHPP também informou que os organizadores responsáveis pela festa clandestina onde ocorreu o crime devem ser indiciados.

 "É lamentável. Em plena pandemia, pessoas de forma irresponsável, ficam fazendo aglomeração e promovendo festa. Como é que a polícia vai evitar um crime desse? Não justifica ninguém querer dançar, se divertir em plena pandemia. Vão ser indiciados. Temos um decreto do senhor governador, temos  uma pandemia que assola o mundo. Um fato desse é lamentável, porque poderia ter sido evitado um crime", desabafou o delegado Baretta. 

Matéria original 

Um tiroteio durante uma festa clandestina na zona Leste de Teresina terminou com um morto no início da madrugada desta sexta-feira (19). Os tiros podem ser ouvidos através de um vídeo que mostra uma mulher gritando "para", como se quisesse conter uma briga e, na sequência, um homem aparentando revolta derrama bebida no chão. Nas imagens é possível ouvir mais de 15 tiros e correria. 

A TV Cidade Verde apurou que o morto foi identificado como Jonas de Sena Oliveira, 30 anos. A festa clandestina ocorria em um espaço de eventos na Avenida João XXIII, na saída de Teresina.

Uma segunda pessoa também teria sido baleada, mas sobreviveu. 

Por causa da pandemia da Covid-19, a realização de festas em ambientes abertos ou fechados, promovidos por entes públicos ou pela iniciativa privada, está proibida em Teresina por meio de decreto estadual. A medida vale até o dia 21 de fevereiro quando deve sair uma nova determinação. (veja o decreto)

 

 

 

Natanael Souza
[email protected]

Imprimir