Cidadeverde.com
Esporte

Luto no futebol piauiense amador e profissional

Imprimir

A semana foi marcada por mortes no futebol piauiense. Na Paraíba faleceu Ivan Lopes, um dos mais destacados jogadores da Sociedade Esportiva Tiradentes. 

Fotos - Acervo -  Dídimo de Castro

Na jornada gloriosa do Campeonato Brasileiro de 1975 lá estava o paraibano ao lado de Ivan Limeira, Bitonho, Maurício, Joel, Sima, Nivaldo, Derivaldo, sob o comando de Carlos José Castilho, jogando um grande futebol, recebendo elogios de todos.

O futebol amador perdeu Peruano, ex-jogador com atuações no Campeonato Piauiense. Ao encerrar a carreira, foi ser árbitros e conseguiu muito destaque.

Era um dos mais requisitados para dirigir jogos nos campos dos bairros de Teresina. Enérgico e conhecedor das regras, atuava com segurança, mesmo nas partidas mais difíceis.

E o futebol profissional ficou sem João Batista Crispim ou simplesmente Batista. Foi um dos melhores goleiros de todos os tempos no nosso Estado e mesmo no Nordeste. 

Nasceu em Parnaíba em 11.04.1945. Jogou no Ferroviário e chegou a Teresina em 1966 para atuar pelo Piauí Esporte Clube, sendo titular na jornada brilhante do tetracampeonato nos anos de 66-67-68 e 69.  Brilhou nas campanha sensacionais da Taça Brasil e do Torneio Nordestão.

Esteve em fase de experiência no Flamengo do Rio de Janeiro. Retornou a Teresina foi contratado pelo Santa Cruz de Recife. Na capital pernambucana também atuou pelo América.

Novamente no futebol do Estado do Piauí foi o goleiro do River no início da década de setenta. Foi o goleiro do chamado “Timão Tricolor”.

No início da década de 80 assinou contrato com a Sociedade Esportiva Tiradentes, sendo titular, inclusive na campanha de 1983 quando o Amarelão da PM conquistou importantes vitórias no Campeonato Brasileiro.

Batista estava doente há alguns anos e usava cadeira de rodas. A sua morte aconteceu neste domingo (21) em Teresina. Filho de Batista, o atacante Batistinha foi um dos melhores jogadores revelados no futebol piauiense. 

Conseguiu destaque no Sport Recife, no Vitória da Bahia e no União São João de Araras, participando do Campeonato Paulista e sendo um dos artilheiros.

Aqui no Piauí brilhou em vários clubes, inclusive no 4 de Julho, marcando o gol do título piauiense pelo Colorado de Piripiri na final com o Paysandu de Parnaíba.

Nas fotos temos Batista como goleiro do Piauizão Vibrante e da Sociedade Esportiva Tiradentes.

Dídimo de Castro
[email protected]

Imprimir