Cidadeverde.com
Geral

Empresários e profissionais de eventos fazem carreata em protesto contra novo decreto

Imprimir

Fotos: Roberta Aline/Cidadeverde.com

Carreata seguiu pela avenida João XXIII deixando o trânsito lento na via

Teresina amanheceu sob protestos nesta terça-feira (23). O primeiro, dos motoristas de transporte por aplicativo, iniciou logo cedo na avenida Marechal Castelo Branco, que se manifestavam contra a falta de regulamentação da categoria, de segurança e pedem a redução do ICMS. Logo em seguida, foi a vez dos representantes do setor do comércio, bares e restaurantes, que reclamam contra as medidas restritivas anunciadas pelo governo do Estado para o combate da Covid-19.  

As categorias se concentraram no balão da ladeira do Uruguai e saíram em carreata pela avenida João XXIII.

Durante a carreata, eles também realizaram um buzinaço para chamar atenção dos demais motoristas e da população para o movimento.

Ao chegarem ao balão do São Cristóvão, os manifestantes fizeram o retorno, interrompendo o tráfego de veículos nos dois sentidos da via.

Por causa da manifestação, o trânsito ficou lento e quem precisou se deslocar pela avenida João XXIII enfrentou dificuldades.

Ao meio-dia será a vez dos proprietários de escolas e pais de alunos, que devem paralisar a ponte Juscelino Kubitschek, em protesto contra a suspensão das aulas presenciais. Os pais alegam que a educação é essencial e as escolas estão obedecendo as exigências higienicossanitárias estabelecidas nos protocolos. 

Um novo decreto foi anunciado ontem(22), em reunião entre o governador Wellington Dias e o vice-prefeito de Teresina, Robert Rios, com suspensão das atividades não-essenciais por 12 dias, a partir das 00h desta quarta-feira(24), porém, até o momento, o documento não publicado no Diário Oficial. 

Flash de Natanael Souza
Redação Caroline Oliveira
[email protected]

Imprimir