Cidadeverde.com
Últimas

Palácio da Música: aulas online beneficiam alunos em Teresina

Imprimir

As aulas on-line do Palácio da Música de Teresina, casa consolidada na cidade há 11 anos, têm trazido diversos desafios, como também muitos frutos, para os alunos e professores. Desde o ano passado, com o início das medidas de segurança por conta da Pandemia da Covid-19, as aulas passaram a ser remotas, fato inédito na cidade, onde o aluno poderá ser certificado em um curso de instrumento musical sem sair de casa.

Este modelo de educação encurtou distâncias e resolveu problemas de mobilidade, favorecendo os alunos que moram em comunidades distantes da região central da cidade, onde fica localizado o Palácio da Música. Atualmente, estão sendo executados cursos de 07 instrumentos, que são divididos em 57 turmas, atendendo neste trimestre, por volta de 500 teresinenses residentes nas zonas urbana e rural.

A advogada Lilian Mendes, de 27 anos, conta que ficou sabendo do Curso de Violão online por meio de uma amiga que viu o anúncio nas redes sociais. Ela afirma que viu a oportunidade perfeita para concretizar o sonho de aprender a tocar violão, pois sendo um curso online, ela poderia assistir às aulas de qualquer lugar e sem ter que ter gastos com locomoção.

“Em 2019 até iniciei um curso presencial, porém por conta da rotina, acabei abandonado as aulas e agora com essa nova modalidade de ensino consegui me adaptar e em breve já estarei com o meu certificado na mão”, conta a advogada, enfatizando que apesar do preconceito, as aulas online são bem proveitosas, pois os professores acabam dando uma maior atenção ao aluno, sem contar que ajuda as pessoas a não se expor em locais fechados com aglomeração.

Neste novo modelo de curso, os professores também precisaram buscar meios para suprir a falta de contato físico com os alunos, enriquecendo as aulas com material didático, por meio das diversas possibilidades que o mundo online possibilita.

“Ambas as modalidades têm suas vantagens e desvantagens. A grande desvantagem da aula remota, é a falta de contato com o aluno, corrigir minimamente postura, posição de dedos, mas em compensação, exige que o professor se prepare melhor para a aula, buscando materiais, editando vídeos, um maior planejamento e aprimorando a metodologia do professor. Isso aumenta a nossa carga horária, mas é um desafio engrandecedor. Fora os alunos de comunidades distantes que tinham interesse nas aulas e agora têm a oportunidade”, explica André de Sousa, professor de guitarra.

O Palácio da Música é mantido pela Prefeitura de Teresina, por meio da Fundação de Cultura Monsenhor Chaves. Para mais informações sobre novas turmas, basta acessar o site fcmc.teresina.pi.gov.br ou seguir as redes sociais da Fundação Monsenhor Chaves e do Palácio da Música.


Da Redação
[email protected] 

Imprimir