Cidadeverde.com
Últimas

Mais democrática, Picos Pro Race já tem mais de 400 inscritos

Imprimir

Foto: Ascom Picos Pro Race

A Picos Pro Race 2021 se apresenta com novidades e já tem mais de 400 atletas que garantiram a participação na edição Capadócia da PPR, que acontece entre os dias 2 e 4 de julho, na cidade do Mel. A prova tradicional do ciclismo do Piauí chega a sua 9ª edição e esse ano volta a valer pontos no ranking da federação piauiense de ciclismo.  

A prova tem ciclistas confirmados do Piauí, Ceará, Maranhão, Pernambuco, Acre, Pará, Bahia e Amapá. Segundo Daniel Freitas, organizador da prova, a participação dos atletas está superando as expectativas. “Há nove anos, quando começamos a organizar a Picos Pro Race, não imaginaríamos que hoje, em tão pouco tempo, o evento chegaria a essas proporções. Ficamos muito felizes porque isso resultado de um trabalho que planejamos o ano todo para trazer um evento grandioso para o Piauí”, comemora. 

Os atletas interessados devem adquirir o kit no site www.picosprorace.com.br. O segundo lote que permanece com as vagas abertas até o dia 30 de abril. O terceiro e último lote inicia as inscrições em maio e seguem até o dia 01 de junho. Os atletas podem escolher se participam da etapa Classic, já tradicional com apenas um dia de prova ou na etapa Ultra, com dois dias de competição.

A edição 2021 da Picos Pro Race contará com quatro percursos que vão de 20 a 100 quilômetros de trilhas desafiadoras. Os percursos são; Classic, PRO, ULTRA e Ligth. “Ou seja, teremos uma prova em que é possível a participação de todos, desde os atletas que estão iniciando no ciclismo até os mais avançados. Ficamos felizes também em receber o feedback dos atletas que estão sempre em contato conosco empolgados e treinando para a prova”, acrescenta Daniel.

A Picos Pro Race é a maior prova de ciclismo atual do estado do Piauí e anualmente reúne atletas da região, nacionais e até internacionais. Esse ano além dos percursos cada ano exigindo mais dos atletas e divisão deles, como forma de tornar a prova mais democrática e incluir também aqueles que estão dando suas primeiras pedaladas na modalidade a prova volta a valer pontos pelo ranking da federação piauiense. 


 

Pâmella Maranhão (com informações da assessoria)
[email protected]

Imprimir