Cidadeverde.com
Entretenimento

Alexandre Frota pode ter bens penhorados se não pagar R$ 94 mil a Caetano Veloso

Imprimir

Foto: Reprodução/instagram

O deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP), tem 15 dias para pagar mais de R$ 94 mil ao cantor Caetano Veloso, 78, após processo vencido pelo músico na 11ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Rio.

O processo prevê também aplicação de multa de 10% em caso de atraso. Se não pagar, Alexandre Frota entrará para a lista dos negativados e poderá ter seus bens penhorados. Caetano entrou com ação depois de ser chamado por Frota em rede social de nomes como "pedófilo", "ladrão" e "estelionatário".

Procurado, Alexandre Frota disse que seu advogado está cuidando da situação. "Não tenho nada a falar sobre esse assunto. Problema da Justiça. A Justiça faz como quiser", emendou.

Os advogados de Caetano Veloso entraram na Justiça para cobrar que Frota pague ao cantor R$ 94.457, 31 por danos morais. O valor é referente a um processo que Veloso ganhou em novembro do ano passado contra o político.

Na ocasião, Frota foi condenado pela Justiça do Rio a pagar R$ 60 mil, quantia corrigida monetariamente e acrescida de juros de 1% ao mês a contar da citação, por ofensas feitas ao artista no Twitter.

A acusação de pedofilia foi feita por Frota em referência ao início do relacionamento de Caetano com sua mulher, Paula Lavigne, 51, quando a produtora cultural tinha 13 anos. A juíza responsável pelo caso considerou que os insultos proferidos por Frota "não foram superficiais" e levaram internautas a atacar o músico.

Segundo a assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça do Rio, como Frota perdeu o prazo para recorrer da sentença, os advogados de Caetano Veloso entraram com a petição apresentando a cobrança com o valor atualizado.

 

Fonte: Folhapress

Imprimir