Cidadeverde.com
Últimas

Comandante anuncia promoção ‘post-mortem’ a policiais militares vítimas da Covid-19

Imprimir

O comandante da Polícia Militar do Piauí, coronel Lindomar Castilho, anunciou, nesta sexta-feira (9), que policiais militares que morreram por Covid-19 no Estado serão promovidos pelo critério post-mortem. 

Pelo menos 39 policiais militares do Piauí morreram de Covid-19 desde o início da pandemia e 1300 já testaram positivo para a doença. Em um desabafo, o comandante também reagiu às críticas sobre a inclusão das Forças de Segurança no grupo prioritário da vacinação. 

O comandante destacou que é frequente a morte de policiais militares do Covid-19. “Estamos de luto de março do ano passado para cá. É por isso que estamos dizendo que  pessoas que conhecem, de fato, o trabalho Polícia Militar jamais fariam essa crítica”, disse.

Sobre a promoção pelo critério post-mortem, o coronel Lindomar Castilho disse que é uma forma de reconhecer o trabalho dos policiais, que colocaram a vida em risco para exercerem sua função e citou como exemplo de missões arriscadas as operações feitas no período eleitoral. 

“Passou uma eleição muita forte e daquela eleição tivemos muitos policiais contaminados. Todos policiais que estão falecendo em razão desses serviços, nós vamos promover pelo critério post-mortem. É uma forma de reconhecer, de fato, o trabalho desses policiais que dedicaram sua vida em favor da sua missão. Quando chegamos aqui na carreira da policial nos firmamos um compromisso. Vários policias tombarem no cumprimento desse dever. É um reconhecimento de que esse policial de fato honrou juramento que um dia fez para a Corporação”, ressaltou o comandante. 

Promoção post-mortem é aquela que visa expressar o reconhecimento do Estado do Oficial PM falecido no cumprimento do dever ou em consequência disto, ou a reconhecer o direito do Oficial PM a quem cabia a promoção, não efetivada por motivo de óbito.

VACINAÇÃO

O Comando da PM informa que quase 500 policiais militares receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19 em Teresina. No interior, 1500 foram imunizados.

O coronel Lindomar Castilho explica que nesta primeira fase estão sendo imunizados os policiais que estão na linha frente no combate à pandemia, como em fiscalizações e barreiras sanitárias. O comandante disse que não vai aceitar fura-filas no Quartel e ressaltou a importância do cumprimento dos critérios.

“Eu, comandante, quero ser vacinado. Mas, eu serei o último porque o  primeiro é quem está, de fato, na viatura”, disse.

A meta é que 6000 policiais militares sejam vacinados contra a Covid-19 no Piauí. 

 

Izabella Pimentel
[email protected]

Imprimir