Cidadeverde.com
Geral

Pacientes renais crônicos entram no grupo prioritário para vacina

Imprimir

Foto: Governo do Estado de São Paulo

Os pacientes renais crônicos que realizam terapia substitutiva foram inseridos entre os grupos prioritários para receberem a imunização contra a Covid-19. A decisão foi da Comissão Intergestores Bipartite do Piauí, em sua 26ª reunião de caráter extraordinária, realizada através de videoconferência, no dia 31 de março do corrente ano, e atendeu a um pleito da Defensoria Pública que enviou ofício nesse sentido assinado pelo defensor público geral, Erisvaldo Marques dos Reis, ao secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto e ao presidente da Fundação Municipal de Saúde, Gilberto Albuquerque.

A solicitação da Defensoria Pública atendeu a um pedido da Associação dos Pacientes Renais Crônicos do Piauí, por meio do seu presidente, Luís Gonzaga Moreira Filho, e da sua vice-presidente, Jocélia Ciriáco, durante o evento virtual promovido pela Defensoria Pública dia 13 do último mês de março, por iniciativa do ouvidor–geral externo, Djan Moreira, em alusão ao  Dia Mundial do Rim.

A inclusão dos pacientes que realizam terapia renal substitutiva – pacientes renais crônicos, consta na Resolução CIB-PI, Nº 030/2021. Para esse público específico, de acordo com a referida Resolução, serão destinadas 6.000 (seis mil) doses da vacina.

O superintendente de Média e Alta Complexidade da Sesapi, Alderico Gomes Tavares, explica a importância de garantir a vacinação aos pacientes renais. “No dia 31 de março, em reunião extraordinária da CIB, a Superintendência de Média e Alta Complexidade solicitou a inclusão e a garantia de vacinação para os pacientes renais crônicos de todo o Estado, que passam por exposição em sessões de hemodiálise semanais, haja vista a vulnerabilidade desta população devido ao risco da constante exposição”, ressalta o Superintendente, que teve seu pleito aprovado por unanimidade pela Comissão. Alderico Tavares destaca ainda que já estão asseguradas as duas doses da imunização para os pacientes reanais com o perfil descrito. 

O defensor público geral, Erisvaldo Marques, afirma que a Defensoria recebe com satisfação as decisões da Comissão Intergestores Bipartite, em especial a relativa aos pacientes renais. “A inclusão dos pacientes renais crônicos como grupo prioritário trará sem dúvidas um alívio para esse significativo grupo de pessoas que, pelas características do tratamento a que se submetem para a própria sobrevivência, não têm condições de manter o isolamento social, ficando mais expostos aos riscos de contágio pelo novo coronavírus. Agradecemos à sensibilidade dos integrantes da Comissão Bipartite em atender ao apelo desse grupo, que no Brasil hoje representa cerca de 140 mil pacientes com doença renal crônica.”, afirma.

Da Redação
[email protected]

Imprimir