Cidadeverde.com
Esporte

Vice do Flamengo e auxiliar do Palmeiras trocaram socos no Mané Garrincha

Imprimir

 O clima quente no gramado do Mané Garrincha não ficou restrito ao campo na decisão entre Flamengo e Palmeiras. Pouco antes do apito final de Leandro Vuaden, o auxiliar palmeirense João Martins e o vice de futebol Marcos Braz, do Flamengo, trocaram socos no túnel der acesso ao campo.

Tudo começou após a expulsão do luso, que levou o vermelho por contestar decisões da arbitragem. Na descida rumo ao vestiário, Martins interpelou o diretor rubro-negro Bruno Spindel e desencadeou uma discussão.

Ao lado do diretor, Braz também se exaltou e os dois começaram uma briga que começou em agressões verbais e terminou em pancadaria. A confusão foi inicialmente relatada pela "ESPN".

Jogadores dos dois times entraram no meio da confusão, que só terminou com a intervenção de seguranças rubro-negros e alviverdes. O clima ficou quente e os ânimos ficaram ainda mais acirrados.

Antes de Martins ser expulso, Vuaden já havia tirado do jogo o técnico Abel Ferreira. Em sua súmula, o gaúcho justificou a advertência comandante:

"Por contestar de forma ofensiva as decisões da arbitragem, proferindo as seguintes palavras: "você é um tendencioso do c..." reiteradas vezes".

Após o título, o Flamengo volta as suas atenções para a campanha pelo tricampeonato do Carioca. O Palmeiras, por sua vez, encara o Defensa y Justicia (ARG) e joga por um empate para levantar a Recopa.

LEO BURLÁ
SÃO PAULO, SP (UOL-FOLHAPRESS) 

Imprimir