Cidadeverde.com
Esporte

Com Covid, Renan Dal Zotto tem pneumonia bacteriana; vice da CBV é intubado

Imprimir

A Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) divulgou nesta quarta-feira (14) o primeiro boletim com informações sobre o estado de saúde do técnico da seleção masculina, Renan Dal Zotto, e do vice-presidente da entidade, Radamés Lattari. Ambos contraíram Covid-19.

O caso do dirigente desperta mais preocupação. Radamés, 63, está internado desde sexta-feira (9) em um hospital no Rio de Janeiro e precisou ser intubado no centro de tratamento intensivo (CTI).

"Radamés está internado no CTI, intubado, com parâmetros protetores e já sem bloqueador neuromuscular e segue clinicamente estável e com boa perspectiva", afirmou a CBV em nota.

Já o treinador Renan, 60, encontra-se em sua residência. Além de ter contraído o coronavírus, ele teve uma pneumonia bacteriana. "Renan está em casa, com poucos sintomas do novo coronavírus e já sendo medicado também para uma pneumonia bacteriana diagnosticada nos últimos dias", disse a confederação.

Os dois testes positivos para o coronavírus deixam em xeque a tentativa da CBV de criar uma "bolha sanitária" no centro de desenvolvimento da entidade, em Saquarema (RJ).

Renan e Radamés frequentaram o local recentemente e estiveram juntos na decisão da Superliga feminina, realizada em Saquarema na semana passada. O dirigente inclusive participou da premiação do torneio, vencido pelo Itambé/Minas, e entregou a taça para a capitã Carol Gattaz.

A reta final da Superliga masculina também é realizada no local. EMS Taubaté Funvic e Minas Tênis Clube decidirão o título a partir desta quarta, às 19h, em série melhor de três jogos. O segundo confronto está previsto para sexta (16). O último, se necessário, será no domingo (18).

Com a confirmação dos casos de Radamés e Renan, a CBV reuniu os frequentadores da bolha, na segunda (12), para nova bateria de testes. "Staff da CBV, componentes das seleções brasileiras e todos os integrantes de EMS Taubaté Funvic (SP) e Minas Tênis Clube (MG) testaram negativo", informou a confederação.

A tentativa de "bolha" em Saquarema foi adotada para que a Superliga pudesse ser concluída -no ano passado, o torneio foi encerrado por conta da pandemia de Covid-19 sem a definição de finalistas e campeões.

Primeiro, foi a vez do naipe feminino, com as equipes semifinalistas hospedadas no centro de treinamento entre os dias 25 de março e 6 de abril. Depois, os semifinalistas do masculino entraram no local.

As seleções brasileiras também já começaram a se preparar para a Olimpíada de Tóquio em Saquarema.

Procurado pela reportagem, a entidade não disse se deverá modificar o protocolo adotado no centro de desenvolvimento.

Fonte: Folhapress

Imprimir