Cidadeverde.com
Política

Deputado Fábio Abreu nega saída da base do governador Wellington Dias

Imprimir

O deputado federal Fábio Abreu (PL) descartou nesta segunda-feira (19) que vai deixar a base do governador Wellington Dias (PT). O parlamentar ressaltou que tem uma boa relação com o petista e que se assim permanecer, a parceria entre os dois continua.

“Enquanto as nossas relações políticas permanecerem da forma que estão, principalmente com o partido, permaneço. Nós não temos nenhuma reclamação em relação ao governador e nada vai mudar. Nós permanecemos na base do governador exatamente por esta liberdade que nós temos e pelas as ações que temos desenvolvido em nosso estado. Sem dúvida nenhuma temos essa disposição de continuarmos juntos nas próximas eleições”, disse em entrevista à TV Cidade Verde.

“Tenho sido muito claro com o governador. A gente tem desenvolvido o nosso trabalho principalmente ao reassumir esse mandato. Tenho participado bastante de votações na Câmara dos Deputados. Isso é importante para o nosso país”.

Já sobre sua permanência no PL para 2022, Fábio Abreu disse que tudo vai depender do posicionamento na Câmara e Senado sobre a reforma política.

“Essa discussão passa principalmente por alguns pontos que vão ser discutidos na Câmara e no Senado. Teoricamente numa reforma política, onde está se discutindo o sistema distritão, em que se elege aquele mais votado. Essa corrente tem sido ventilada e com o apoio de muitos deputados. Acredito que possa ser aprovada e sendo aprovada modifica toda a sistemática da disputa política no nosso país, principalmente nas próximas eleições”, disse.

Mas enquanto o sistema de votação não mudar, Abreu garante que permanece na sigla. “Levando em consideração a atual sistemática política, eu permaneço sem dúvida nenhuma no PL. Estou muito bem no partido. Os deputados estaduais também estão muito bem, com a possibilidade de a gente ter novos membros. Convidamos o deputado Paes Landim, Janaina, Nerinho. Não tenho interesse nenhum em sair do partido no momento”, finalizou.

Hérlon Moraes
[email protected]

Imprimir