Cidadeverde.com
Últimas

FMS vai iniciar desativação de leitos clínicos Covid na próxima semana

Imprimir

Foto: Roberta Aline

O presidente da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Gilberto Albuquerque, informou que há 5 dias Teresina não tem fila de espera por UTI de pacientes com Covid-19. Diante da estabilidade, a previsão é de que na próxima se inicie processo para desativar os leitos clínicos exclusivos para pessoas contaminadas com o coronavírus. 

Gilberto Albuquerque explica que as internações de pacientes com Covid-19 estão diminuindo em relação às últimas semanas. Os dados mais recentes divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) mostram que dos 574 leitos clínicos Covid da capital, 263  estão livres, o que representa quase a metade. Já a ocupação nas UTIs de Teresina é de 86%. O percentual, apesar de ainda alto, reflete diminuição dos casos graves da doença já que nos últimos meses os hospitais da capital chegaram ao patamar de 100% de lotação nas vagas de Terapia Intensiva.

“Não temos filas há 4, 5 dias  para UTI e na próxima semana já começaremos, de certa forma, a desativar alguns leitos clínicos de Covid, pelo menos. No Hospital do Buenos Aires, por exemplo, os leitos clínicos de pacientes com Covid-19 já estão desocupados”, conta.

O presidente da FMS explica que a desativação dos leitos clínicos para pacientes com Covid é necessária porque as demandas de outras doenças estão aumentando na capital e estas vagas serão destinadas a estes  casos. 

“As demandas de doenças que estão aumentando são  complicações das  doenças crônicas, como diabetes descompensada, hipertensão refratária, AVC, complicações vasculares. Vamos voltando à rotina anterior. Em quanto tempo? Ainda não sabemos”, acrescenta o presidente da FMS.

Izabella Pimentel
[email protected]

Imprimir