Cidadeverde.com
Política

CPI do Transporte define cronograma e convoca Strans para primeiro depoimento

Imprimir

Foto: RobertaAline/CidadeVerde.com

Os vereadores que integram a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), que investiga o sistema de ônibus da capital, apresentaram o cronograma de funcionamento da  comissão. A primeira sessão oficial será na terça-feira (18).

"Realizaremos todas as reuniões  no plenário da Casa. Assim todos poderão acompanhar. Essa CPI será acompanhada passo a passo. O presidente Jeová Alencar tem a máxima de cada vez mais melhorar a transparência. Os trabalhos serão nas terças-feiras e quintas-feiras. Começará ás 9 horas", disse o presidente da  comissão, vereador Dudu Borges (PT).

A CPI terá prazo 120 dias podendo ser prorrogada por metade do período. "Queremos terminar antes do prazo. O prazo constitucional é de 120 dias. Queremos fazer tudo e entregar o relatório  antes do prazo", disse.

Durante a apresentação, os vereadores já definiram qual será o primeiro órgão  a ser ouvido. Os quatro consórcios que prestam serviços na cidade também serão ouvidos. 

"O primeiro a ser ouvido será  a Strans. Será no dia 18. E importante ouvir a Strans que acompanha todo esse processo de como as empresas prestam esse serviço ", destaca. 

A comissão nega que a CPI será usada com fundo político. Vereadores do PSDB chegaram a falar em perseguição a gestão anterior.

"O intuito não é fazer nenhum tipo de inquisição. Não  somos inquisidores. Somos vereadores e representamos quase 1 milhão de pessoas. A grande maioria utiliza o transparente  público. Vivemos um crise sanitária com agravamento econômico", disse.

 

Lídia Brito
[email protected]

Imprimir