Cidadeverde.com
Geral

Laudo aponta que boxeador que morreu em luta clandestina teve traumatismo craniano

Imprimir

 

Foto: Reprodução/redes sociais

O laudo cadavérico feito pelo Instituto de Medicina Legal (IML) aponta  que o lutador Jonas de Andrade Carvalho Filho, de 34 anos, teve como causa da morte um traumatismo craniano. Guerreiro da Luz, como era conhecido nos ringues, morreu no dia 24 de abril, após uma luta clandestina realizada em uma academia no bairro Itaperu, zona norte de Teresina. 

O Cidadeverde.com teve acesso ao documento que aponta que a morte do lutador "se deu por hemorragia intracraniana em decorrência de traumatismo crânio-encefálico produzido por ação contundente". 

O laudo do IML também descarta a existência de lesões ou fraturas em outras partes do corpo do lutador. "O crânio sem sinais de fratura, sem sinais de lesões externas. O toráx apresenta-se simétrico, sem sinais de violência; o abdômen é plano e íntegro; a genitália interna e externa encontram-se íntegras. Não há sinais de fraturas em membros superiores e inferiores", diz outro trecho do documento. 

O laudo cadavérico é uma das peças fundamentais no inquérito que investiga a morte do lutador. O delegado Menandro Pedro, responsável pelas investigações, disse ao Cidadeverde.com que aguarda agora apenas a conclusão da perícia no aparelho celular de Jonas de Andrade. 

"Eu sou dependo do laudo pericial de uma medida cautelar, do telefone da vítima, e vou preparar o relatório", disse o delegado. 

Durante as investigações, o delegado colheu depoimentos do adversário de Jonas, dos organizadores do evento clandestino de boxe e de pessoas que acompanhavam a luta. 

A Polícia Civil também teve acesso a uma mensagem áudio compartilhada pelo organizador do evento clandestino de boxe em que ele desafia as autoridades e os decretos que proibiam a realização do evento naquela data.

Até o momento sete pessoas já foram indiciadas no caso, entre elas profissionais de saúde que estavam presentes no evento irregular de boxe.

 

Relembre o caso 

Um homem identificado com Jonas de Andrade Carvalho Filho, de 34 anos, conhecido no ringue como Guerreiro da Luz, morreu durante uma luta de boxe na noite do último dia 24 de abril. O evento foi na Academia Fundo de Quintal, no bairro Itaperu, zona Norte de Teresina. 

Ele morreu após sofrer uma parada cardíaca. A vítima foi levada para o Hospital do bairro Buenos Aires. Jonas era casado e possuía uma academia em Timon.

 

 


Natanael Souza
[email protected] 

Imprimir