Cidadeverde.com
Entretenimento

Rafa Kalimann se desculpa após atrelar preconceito a fala de pastor

Imprimir

A influenciadora e ex-BBB Rafa Kalimann, 28, veio a público se desculpar após compartilhar pelas redes sociais um vídeo de um pastor que dizia não concordar com a homossexualidade. Porém, no vídeo ele diz que respeita os gays.

A atitude de criticar o pastou foi rebatida por muitos seguidores que acharam desnecessário por parte de Kalimann. Outros pensaram que aquela opinião discriminatória seria dela. Após muitas chamadas de atenção, Rafa apagou o vídeo e se desculpou.

"Quis vir aqui me desculpar por um vídeo que compartilhei nos stories. Meu intuito era repassar aquilo para aqueles que tratam mal os LGBTs por conta de religião para de uma vez por todas isso parar", iniciou. O vídeo, de acordo com ela, havia sido enviado por um amigo que é gay.

"Sinto muito se ofendi e se pareceu que eu discordo de relacionamentos afetivos (jamais!). Apaguei depois de ver que estavam levando como opinião minha e está longe de ser, muito pelo contrário", disse.

Até mesmo Gilberto Nogueira, outro ex-participante do BBB, chamou a atenção de Rafa para o conteúdo. De acordo com ele, não faltou respeito do pastor Cláudio Duarte.

"Rafa, a questão é que ele disse que tem valores e que acha errado, mas respeita e é contra isso que lutamos, contra pessoas que acham que relacionamentos homoafetivos são errados e contra os valores. Sou bicha e tenho valores", disse.

Mais uma vez Rafa concordou e se desculpou por não ter prestado atenção direito ao conteúdo antes de publicar.

No vídeo em questão, que foi gravado no Programa Raul Gil, o pastor diz que não é a favor do relacionamento homoafetivo. "Por mais que eu respeite, tenho as minhas convicções. Tenho a base daquilo que acredito".

"Se você me perguntar se eu acho certo, eu vou dizer que não. Mas isso não nos torna inimigos. Por que não vou sentar com você e bater um papo? Por que não posso te dar um abraço e te respeitar? Por que você não pode fazer uma visita à igreja que eu pastoreio e ser bem recebido?", diz outro trecho.

 

Fonte: Folhapress

Imprimir