Cidadeverde.com
Últimas

“Faltou o gol”, diz técnico do Tiradentes sobre empate no Albertão

Imprimir

Foto: Ascom Tiradentes

A equipe do Tiradentes entrou em campo no sábado (29) pelo Campeonato Brasileiro Série A2. O time ficou no empate sem gols diante o Tocantinopolis-TO, no Albertão, em jogo que marcou desorganização tática e erros de finalização. A tropeço em casa obriga as piauienses a vencer seus próximos dois compromissos para seguir com chances de avançar até a próxima fase. As Tigresas estão em terceiro lugar no grupo 2, com quatro pontos. O próximo compromisso será contra o Vitoria-BA, em Salvador.
 
As Tigresas tiveram pelo menos três chances claras de gol, mas esbararam na ansiedade e erros de finalização. As atacantes Juliana Bahia, Juliana Satiro e Gabriela foram donas das melhores chances, mas não conseguiram balançar as redes na partida em casa. Após o jogo restou ao técnico André Rocha lamentar o apenas um ponto somado. 

“Faltou o gol. A gente com mais de 80% de posse de bola, três ou quatro chances claríssimas, mas a bola pune né? Ela não entrou e ficou esse amargo. Não tem explicação, as garotas estão aí e deram o máximo ao longo da semana. A parte de finalização inclusive foi o que mais treinamos”, disse André técnico das Tigresas. 

Na competição até aqui elas fizeram três jogos. Uma derrota elástica diante o Fortaleza por 6 a 0, uma vitória diante o Cefama-MA por 2 a 0 e agora o empate sem gols em casa diante o time Tocantinense. Ainda restam duas partidas, contra o Vitória e o JCV, do Amazonas. Se classificam os dois primeiros e os três melhores terceiros colocados. 

“Infelizmente foram chances que não se perde e não tem explicação. Agora é conversar, esfriar a cabeça e treinar, treinar muito mais. Não podemos entrar no clima de que o jogo foi ruim e está tudo errado. Todo resultado é passageiro e esse empate também é”, acrescentou o técnico. 

O próximo jogo das Tigresas será no sábado (5) contra o Vitoria, no estádio Manoel Barradas, em Salvador. O jogo é valido pela 3ª rodada do Brasileiro Série A2. As Tigresas lutam para avançar de fase, mas também tentam se afastar do risco de disputar o Série A3 no ano de 2022.  

 

 

Pâmella Maranhão
[email protected]

Imprimir