Cidadeverde.com
Política

“Vitória da democracia”, diz Wellington Dias sobre STF barrar ida dos governadores na CPI Covid

Imprimir

Foto: Roberta Aline

 

O governador do Piauí, Wellington Dias (PT), afirmou na noite desta segunda-feira (21) que é “vitória da democracia” a decisão da ministra do STF (Supremo Tribunal Federal), Rosa Weber, que proibiu os depoimentos dos governadores na CPI da Covid.  

“A decisão do STF é uma vitória da democracia. Ela assegura o cumprimento de uma regra constitucional. É  uma prerrogativa que tem por objetivo proteger não quem é prefeito, governador, presidente, mas garantir o ordenamento legal”.

Wellington Dias preside o Consórcio Nordeste e é o  coordenador da temática de vacina e enfrentamento à Covid-19 no Fórum Nacional de Governadores. Ele se coloca à disposição da CPI para prestar depoimento através de convite. 

“Com essa decisão, cabe voltar a normalidade. É possível aprovação por convite”, garantiu. 

O depoimento do governador Wellington Dias já está marcado para o dia 30 deste mês. Dias tem ressaltado que é importante seu depoimento, já que dialoga com laboratórios internacionais e nacionais, com o Ministério da Saúde e instituições do exterior.

O presidente Omar Aziz tinha convocado oito governadores e o ex-governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel. 

O STJ já tinha proibido a ida do governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC) e o ministro Kassio Nunes Marques, do STF concedeu habeas corpus e autorizou o ex-governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel a não comparecer à CPI da Covid.


Veja datas das convocatórias dos governadores: 


29/06: Helder Barbalho - Pará
30/06: Wellington Dias - Piauí
01/07: Ibaneis Rocha - Distrito Federal
02/07: Mauro Carlesse - Tocantins
06/07: Carlos Moisés - Santa Catarina
07/07: Antônio Garcia - Roraima
08/07: Waldez Góes - Amapá

 

Flash Yala Sena
[email protected]

Imprimir