Cidadeverde.com
Esporte

No mês de setembro, Teresina será sede de etapa do Circuito Internacional de badminton

Imprimir

Foto: Roberta Aline

Teresina vai receber uma das etapas do Circuito Internacional de Badminton e o palco da competição será o Complexo Esportivo da UFPI o tormeio é chancelado pela Federação Mundial de Badminton (BWF). A competição está prevista para acontecer no mês de setembro entre os dias 9 e 12 e será a primeira de nível internacional sediada na capital. 

O badminton piauiense é destaque no cenário nacional e internacional e responsável por inserir atletas na seleção brasileira das principais categorias - adulto e júnior. Além de ter nomes que brigam por vaga olímpicada Tóquio 2021 ou se preparam para o ciclo 2024. O reitor Gildásio Guedes faz questão de reforçar o empenho da UFPI em oferecer total apoio ao desenvimento do esporte no estado. " A UFPI segue oferecendo todo o apoio da infraestrutura do Complexo de Badminton aos atletas do Piauí, incentivando o desenvolvimento da prática esportiva entre os jovens do estado, que ocupam cada vez mais lugares de destaque em competições regionais, nacionais e internacionais", disse.

Para o Coordenador de Cultura e Esporte da UFPI, Sergio Galan, abrigar competições internacionais é um orgulho para nosso estado, para Teresina e, principalmente para a UFPI. “Também recompensa o incentivo da Universidade junto à Confederação Brasileira de Badminton ao esporte. Nesse tipo e qualidade, o Complexo de Badminton da UFPI é o único na América Latina. Rivaliza com os melhores do mundo”, disse.

Foto: Roberta Aline

A retomada das atividades no complexo aconteceu no começo deste ano, em janeiro, após 11 meses, o ginásio de Badminton da UFPI foi cedido à Prefeitura de Teresina para servir como hospital de campanha para recuperação de pacientes de covid-19. Recentemente, voltou às práticas do esporte dentro dos protocolos de controle da pandemia. 

Competir em casa será algo importante para os piauienses por vários motivos, mas o principal deles é o custo financeiro que sempre é necessário ser feito pelo fato do Piauí ou mesmo o Nordeste de forma geral não receber tantas competições nacionais ou mesmo internacionais e assim descetraliza esse calendário. No mês de abril desse ano alguns piauienses que integram a seleção, caso dos irmãos Francielton e Fabrício Farias, Samia Lima, iriam disputar uma primeira competição internacional, o Panamericano na Guatemala, mas não conseguiram embarcar, pois vários países fecharam fronteira com o Brasil devido aos números alarmantes de óbitos e novos casos de Covid-19. A última vez que os piauienses que integram a seleção disputaram a competição internacional foi em fevereiro de 2020. Um torneio em casa tornará a presença de piauiense em massa. 

Em maio deste ano, houve o lançamento do Projeto de Base da Confederação Brasileira de Badminton (CBBd). A iniciativa possibilita a jovens da região da grande Teresina treinamento de alto nível no esporte. Este mês, o Complexo foi palco da aula inaugural do Projeto Jovens Talentos, que visa apoiar a prática esportiva em escolas e clubes que trabalham com a modalidade em Teresina-PI. O programa tem parceria, além da UFPI, da Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SEMEC), da Confederação Brasileira de Badminton (CBBd) e da Federação de Badminton Piauiense (Febapi).

 

 

 

Pâmella Maranhão com informações da UFPI
[email protected]

Imprimir