Cidadeverde.com
Esporte

Inglaterra desencanta, elimina Alemanha e vai às quartas na Eurocopa

Imprimir

A Inglaterra enfim convenceu na Eurocopa. Em sua primeira grande atuação, o time inglês superou a tradicional Alemanha por 2 a 0, nesta terça-feira, e avançou às quartas de final.

Em um estádio de Wembley com capacidade limitada, mas que parecia lotado, os ingleses desencantaram no segundo tempo, com gols de Sterling e Harry Kane.

Até o príncipe William, presente nas tribunas, vibrou com a boa atuação dos seus compatriotas, principalmente Sterling. O atacante do Manchester City marcou três dos quatro gols ingleses na competição.

Outro destaque da partida foi Grealish, que entrou somente no segundo tempo, e participou dos dois gols da partida.

O resultado eliminou a Alemanha, hesitante e sem convencer nesta Euro, e marcou a despedida precoce do técnico Joachim Löw. Ele já havia avisado que deixaria a equipe ao fim da Euro - Hansi Flick será o seu substituto. Jogadores, como Thomas Müller, também podem ter feito sua despedida pela seleção.

Nas quartas de final, a seleção inglesa vai enfrentar o vencedor do duelo entre Suécia e Ucrânia, que se enfrentam ainda nesta terça. O confronto das quartas está marcado para sábado, no Estádio Olímpico de Roma, na Itália.

O equilíbrio dominou o primeiro tempo entre ingleses e alemães desde a escalação. Cada time entrou com três zagueiros e três atacantes em campo, com quatro jogadores de meio-campo para cada lado. Com a bola rolando, a Alemanha tomou a iniciativa no começo e foi melhor nos primeiros 15 minutos.

Mas a equipe da casa deixou tudo parelho a partir dos 20, quando adotou postura mais ofensiva. Os anfitriões foram ligeiramente superiores durante a maior parte do tempo. Porém, levaram sustos na defesa nos minutos finais da etapa.

Mesmo assim, os primeiros 45 minutos foram mais de estudo do que de jogadas mais ousadas. Tanto Neuer, aos 15, em bela finalização de Sterling, quanto Pickford, em jogada de Timo Werner aos 41, fizeram uma defesa decisiva cada.

A etapa inicial acabou com três finalizações para cada seleção. E a posse de bola de 53% para os anfitriões.

O segundo tempo começou com a Alemanha mais atenta no ataque. Aos 2, Haverts já acertava forte chute da entrada da área, exigindo linda defesa de Pickford. Mas os ingleses reequilibraram o jogo sem dificuldades. O duelo se concentrava mais no meio-campo, novamente com prudência dos dois lados.

A partir dos 20 minutos, os dois treinadores resolveram apostar em novos homens em seus setores ofensivos. Gnabry substituiu Werner, enquanto Grealish entrou na vaga de Saka. Gareth Southgate foi mais feliz que Joachim Löw. 

Aos 29, a Inglaterra abriu o placar em jogada típica do Manchester City. A troca de passes perto da área teve participações de Grealish, Shaw, Kane e finalização de Sterling, dentro da pequena área. Foi o terceiro gol do atacante do City nesta Euro.

O gol elevou a intensidade do jogo para ambos os lados. E a Alemanha criou chance incrível para empatar. Após falhar do próprio Sterling, o ataque alemão lançou Müller que, cara a cara com Pickford, mandou rente ao pé da trave, aos 35.

O ataque inglês, por sua vez, era mais eficiente. E novamente com Grealish, que cruzou na área para Kane, de cabeça, escorar para as redes e anotar seu primeiro gol na competição, aos 40 minutos.

Cada vez mais solto em campo e mais confiante, o time inglês administrou a vantagem com facilidade nos minutos finais e sacramentou a vaga nas quartas de final.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir