Cidadeverde.com
Geral

Motoristas de ônibus param atividades e bloqueiam ruas em protesto por salário

Imprimir
  • 20210630105945_IMG_2341.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • 20210630110017_IMG_2346.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • 20210630110046_IMG_2348.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • 20210630110054_IMG_2350.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • 20210630110107_IMG_2352.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • 20210630110223_IMG_2355.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • 20210630110429_IMG_2359.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • 20210630110451_IMG_2361.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • 20210630110526_IMG_2366.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • 20210630111148_IMG_2368.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • 20210630111155_IMG_2370.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • 20210630111244_IMG_2376.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com

Atualizada às 10h50 

Os ônibus do Consórcio Theresina voltaram a circular por volta das 10h40, após os motoristas e cobradores terem realizado uma manifestação na manhã desta quarta feira(30) na rua Areolino de Abreu, no Centro de Teresina. O ato foi encerrado após a categoria conseguir uma agenda com o prefeito Doutor Pessoa (MDB) no Palácio da Cidade para dialogar sobre as questões salariais denunciadas.

De acordo com o secretário de previdência do Sintetro, Francisco Sousa, a comissão de trabalhadores vai ser recebida ainda na manhã de hoje para dialogar e tentar uma solução para o impasse. Segundo ele, os trabalhadores estão há seis meses sem salário.

"Os trabalhadores estão há mais de seis meses sem receber salário e a gente não tem nenhuma previsão. Por causa disso, resolvemos fazer mais esse ato e viemos falar com o prefeito para que ele tome providências", disse.

Ainda de acordo com o secretário do Sintetro, o consórcio Theresina, que atende a zona sudeste da capital é o mais prejudicado com a atual crise do transporte em Teresina.

"São os trabalhadores mais prejudicados. Além dos salários poucos, ainda estão atrasados desde janeiro", alertou.

Foto: Gorete Santos

Matéria original

Motoristas e cobradores de ônibus iniciam neste momento manifestação com operação tartaruga e paralisação de parte da frota. Vários ônibus estão parados na rua Areolino de Abreu, uma das principais vias de acesso ao Centro de Teresina.

O portal Cidadeverde.com teve informação que a frota do Consórcio Teresina foram afetados.

Os trabalhadores reivindicam pagamentos dos salários que estão atrasados desde janeiro.

O Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Rodoviários de Teresina (Sintetro) informou que mais de 200 trabalhadores estão penalizados.

 

 

Flash Yala Sena e Gorete Santos
[email protected]

Imprimir