Cidadeverde.com
Esporte

Com Zanetti só no individual, ginástica do Brasil define convocados para Tóquio

Imprimir

Contando com Arthur Zanetti somente na disputa do individual, a seleção brasileira de ginástica divulgou nesta quarta-feira os convocados do masculino e feminino para os Jogos Olímpicos de Tóquio.

O dono de duas medalhas olímpicas será reserva na disputa por equipes para se concentrar na disputa do individual nas argolas, sua especialidade.

Na competição por equipes, o Brasil terá Arthur Nory, Caio Souza, Diogo Soares e Francisco Barretto Junior.

"Conseguimos alcançar o objetivo de levar uma equipe e um atleta adicional para mantermos uma equipe competitiva e seguir com o trabalho de especialista", comentou o coordenador da seleção, Marcos Goto.

Sem entrar em detalhes sobre a convocação, ele admitiu dificuldade para escolher os atletas para Tóquio. "Nenhum processo seletivo é fácil. Apesar de termos os critérios definidos desde o início, chegar à composição é sempre um grande desafio. 

A comissão técnica avaliou os resultados em competições, potencial de resultado, contribuição para a equipe, constância e assertividade, análise de performance, evolução técnica, disciplina e condição física."

No feminino, o Brasil competirá apenas no individual, com duas atletas: Flavia Saraiva e Rebeca Andrade. Elas conseguiram as vagas nominalmente no Mundial de Stuttgart, em 2019, e no Campeonato Pan-Americano do Rio de Janeiro.

"A Flavia conquistou a vaga no Mundial de Stuttgart. Ela teve totais méritos: mentais, físicos, técnicos. Acho que foi a melhor competição dela no individual geral", comentou Francisco Porath Neto, um dos treinadores da seleção feminina. 

"No Pan, Rebeca mostrou que está muito forte e confiante para executar os exercícios com potência e precisão. Conseguiu um somatório muito bom no individual geral, e agora é acertar detalhes."

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir