Cidadeverde.com
Esporte

Felipão assume o Grêmio: 'Vamos sofrer um pouco, mas também teremos alegrias'

Imprimir

Assumir o comando técnico do Grêmio não é uma novidade para Luiz Felipe Scolari. Em entrevista coletiva, nesta sexta-feira, o treinador disse 'estar em casa', mas terá o desafio de tirar a equipe gaúcha da lanterna do Campeonato Brasileiro.

Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

De cara, fará sua estreia diante do rival Internacional, neste sábado, às 16h30, na Arena.

"O desafio é muito grande. Mas será que algo pode ser maior do que estar no Grêmio? Mas será que tem algo tão grande como ser gremista e estar dirigindo o Grêmio? Será que alguém sente o que eu sinto? Eu estou em casa", disse o veterano treinador, de 72 anos.

"Nós do Grêmio estamos vivendo, mas vamos passar por isso. Vamos sofrer um pouco, mas também teremos alegrias. Estou em casa, me sinto bem. Quero mostrar a todos que eu estou vivendo esse momento com eles. Abraço isso. Todos vamos viver essa dificuldade, mas ficaremos felizes no futuro."

Felipão disse que um dos fatores que poderão ajudar o time a sair da crise é um forte lado psicológico. "Não posso dizer detalhadamente como vamos fazer para tirar o Grêmio dessa dificuldade. O que posso definir é que temos que trabalhar. 

Mas o que temos que fazer e já estamos fazendo, e acredito que já foi feito na manhã desta sexta-feura, é a mudança de pensamento, da parte psicológica. O entendimento é que somos um grupo de jovens e experientes, em que todos tem condições de jogar uma partida de futebol."

Felipão assinou contrato com o Grêmio até o final de 2022 e já teve seu nome publicado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF, o que possibilita sua presença no banco de reservas para orientar a equipe já no Gre-Nal, em duelo válido pela 11ª rodada do Brasileirão.

Para compor sua comissão técnica, Felipão trouxe os auxiliares Paulo Turra e Carlos Pracidelli, além de Thiago Gomes, que completa a equipe, ocupando o cargo de auxiliar permanente.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir