Cidadeverde.com
Política

PL filia lideranças que eram do Solidariedade e ligadas ao ex-vereador Fábio Dourado

Imprimir

Foto: Ascom

O Partido Liberal (PL) realizou a filiação de 10 lideranças políticas na manhã desta terça-feira (13). Os novos filiados fazem parte do grupo político do ex-vereador Fábio Dourado, que será candidato a deputado pela sigla. 

Segundo presidente Fábio Xavier, a intenção do PL é eleger cinco deputados estaduais no próximo ano.  “Recebemos os companheiros do Fábio Dourado. Ele toma conta da Secretaria de Relações Institucionais do Partido. Ele fica encarregado de trazer mais pessoas e crescer o partido. Não apenas no sentido da pasta, mas levar a mensagem do PL a todo Piauí. São lideranças estudantis e o ex-prefeito de São Gonçalo do Piauí”, disse. 

As lideranças filiadas era ligadas ao Solidariedade, ex-partido de Dourado. Ele deixou a sigla e agora retira lideranças do ex-partido. 
“Tenho autonomia para organizar o partido. Tenho mais de 10 filiações entre juventude do partido, líderes estudantis, empresários, líderes sindicais. Inclusive o presidente Neto Castelo Branco que é  secretário de relações Sindicais do Solidariedade estadual e diretor da Força Sindical Nacional e estadual. Ele deixa o Solidariedade e vindo para o PL. Fortalece esse braço sindical. Como o grande  Valdo que é do Sindicato dos Aposentados da Força Sindical.  E Outras lideranças. Eles estão à disposição do partido e se for necessário podem sair candidatos para compor a chapa. A meta é ter cinco deputados estaduais em 2022”, afirma.

Fábio Dourado nega que tenha mágoas do Solidariedade. Ele concorreu à reeleição pelo partido na Câmara de Teresina e não consegui ter sucesso da estratégia montada pela sigla. 

“Não tenho mágoa. Sou uma pessoa que trabalho e às vezes cometemos erros, mas não podemos persistir no mesmo erro. Não tenho mágoa de ninguém. O que faço muito é trabalhar com transparência e honestidade. Tenho esse intuito de crescer o partido. Estou muito bem. Vamos fazer uma bancada forte e trabalhar unidos. A cada semana trazemos mais pessoas para se filiarem”, destaca. 

 

Lídia Brito
[email protected]

 

Imprimir