Cidadeverde.com
Esporte

São Paulo perde gols, soma outro lesionado e apenas empata com Racing no Morumbi

Imprimir

O São Paulo segue sem saber o que é vencer o Racing (ARG) em jogos pela Libertadores. Nesta terça-feira (13), no sexto encontro entre as equipes no torneio, o time tricolor até saiu na frente, após um vacilo do goleiro adversário, mas cedeu o empate no Morumbi, onde o placar terminou em 1 a 1.

Foto - Rubens Chiri / saopaulofc.net

Pior para os brasileiros, já que os argentinos agora terão a vantagem de jogar por um empate sem gols no jogo de volta, no dia 20, em Avellaneda, para avançar às quartas de final da competição devido ao critério do gol fora, marcado por Copetti.

Vitor Bueno havia aberto o marcador e também desperdiçado uma chance clara antes do empate.

Já a equipe de Crespo terá de vencer a partida para seguir viva no torneio e ainda quebrar uma escrita do Racing, invicto contra os tricolores.

Além disso, como tem sido recorrente para Crespo nesta temporada, o treinador foi forçado a fazer uma mudança por lesão, logo aos 27 minutos, quando Eder deixou o gramado com um problema muscular. Vitor Bueno o substituiu.

A baixa do camisa 23 aumentou a lista de desfalques, que já contava com Luciano, Miranda e Rigoni, que estão em recuperação problemas físicos, além de Daniel Alves, já a serviço da seleção brasileira que vai disputar os Jogos Olímpicos de Tóquio.

Os constantes desfalques são reflexos do desgaste do elenco tricolor nesta temporada, em que emendou as disputas de 2020 com as de 2021 sem férias, não mediu esforços para conquistar o paulista e disputa simultaneamente o Campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil.

Uma situação bem diferente da equipe argentina, que não disputava uma partida oficial há 39 dias, desde o fim da última temporada no país vizinho.

Em campo, enquanto os são-paulinos não conseguiram exercer uma pressão sobre o adversário mesmo jogando em casa, os visitantes também sofreram com a falta de ritmo em alguns lances.

O São Paulo só melhorou quando Vitor Bueno aproveitou uma falha do goleiro Arias e abriu o placar aos 35 minutos. Em vantagem, o time de Crespo cresceu no jogo e teve, ao menos, duas chances claras de ampliar ainda na etapa inicial. Mas errou ambas, uma delas com o próprio camisa 12, na cara do gol.

Os vacilos no ataque custaram caro. Pouco antes do intervalo, aos 46, o Racing chegou ao empate com Enzo Copetti, num chute de fora da área que surpreendeu Volpi.

Na etapa final, os argentinos passaram a travar a partida para segurar o resultado, vantajoso para o time por jogar fora de casa. Já a equipe são-paulina tinha dificuldades para criar as jogadas, principalmente no meio de campo e não teve força para buscar o segundo gol.

Fonte: Folhapress

Imprimir