Cidadeverde.com
Esporte

Zanetti, Caio Souza e Diogo Soares garantem finais individuais na ginástica

Imprimir

Fora da disputa por equipes, o Brasil tem três atletas na briga por quatro medalhas na ginástica artistica masculina nas Olimpíadas de Tóquio.

Foto - Gaspar Nóbrega/COB

Arthur Zanetti, nas argolas, e Caio Souza, no solo, garantiram uma vaga entre os oito melhores em seus aparelhos e vão disputar a final que acontece no dia 2 de agosto.

Caio ainda garantiu uma vaga na briga por pódio no individual geral ao lado do jovem Diogo Soares, de apenas 19 anos. Essa decisão será na próxima quarta-feira (28).

Medalha de ouro em Londres-12 e prata na Rio-16, Zanetti terminou sua apresentação com 14.900, quinta melhor pontuação do dia. O melhor do aparelho foi o grego Eleftherios Petrounias, com 15.333.

"A gente já sabe o que cometeu de erros aqui na classificatória e agora é trabalhar. Temos uns dez dias até a final, então dá tempo de trabalhar e ajeitar esse detalhes para buscar a maior perfeição possível", disse o brasileiro - a final das argolas será no dia 2 de agosto, às 5h. 

"A gente já sabe onde foram os elementos que teve o maior desconto. Se a gente ajeitar esses dois elementos e cravar a saída, a gente chega em 15.300. Então é detalhe. É ajeitar, ir para a final, para o tudo ou nada."

Caio Souza conseguiu 14.700 no salto, avançando na sétima posição, e 84.298 no individual geral, passando na 18ª colocação.

Já Diogo Soares, que participa pela primeira vez dos Jogos, ficou com 81.332 e garantiu a última das 24 vagas do individual geral.

DEMÉTRIO VECCHIOLI
TÓQUIO, JAPÃO (UOL/FOLHAPRESS)

Imprimir