Cidadeverde.com
Esporte

Com VAR de 9 minutos, Grêmio bate Vitória e abre vantagem na Copa do Brasil

Imprimir

O Grêmio deu enorme passo para avançar às oitavas de final da Copa do Brasil. Nesta terça-feira, foi ao Barradão, em Salvador, e fez 3 a 0 sobre o Vitória, amenizando a crise e ganhando fôlego para tentar se recuperar no Brasileirão. 

Foto: Lucas Uebel | Grêmio FBPA 

O destaque negativo do jogo foi a demora de nove minutos do VAR para confirmar, ou não, o primeiro gol da partida. Sem conclusão, a arbitragem acabou validando o lance e a CBF evitou divulgar as imagens da avaliação da possível irregularidade.

Ricardinho foi o destaque ao abrir o marcador e servir Léo Pereira, no segundo gol. Diogo Barbosa definiu no fim. Depois de perder chances incríveis no empate com o América-MG, no fim de semana, o atacante finalmente desencantou.

Substituto de Diego Souza, machucado, precisava de boa atuação para a sequência da temporada. Fez partida boa em Salvador que aumenta bem sua confiança.

Antes do duelo de volta, marcado para a próxima semana, em Porto Alegre, o Grêmio tentará sua segunda vitória no Brasileirão em visita ao Red Bull Bragantino. A equipe nem volta ao Sul para se preparar ao jogo de sábado. Trabalhará em Atibaia, longe das cobranças da torcida.

Amargando péssimos resultados na temporada e lutando contra o rebaixamento nas Séries A e B, respectivamente, Grêmio e Vitória entraram em campo sob olhares desconfiados das torcidas.

A Copa do Brasil seria uma saída para amenizar a crise e evitar o ruído fora do gramado com torcedores, que vêm fazendo duras e violentas cobranças.

O embarque dos gaúchos em Porto Alegre foi sob enorme cobrança, xingamentos e ameaças. Dia desses, antes de partida com a Ponte Preta, os baianos foram a um treino cobrar os jogadores do Vitória. A ira vem desde a não classificação às semifinais do Estadual.

Sob pressão e sem tranquilidade, os times tentavam redenção no Barradão, em Salvador. Apenas um triunfo serviria para obtenção de um pouco de paz. Mesmo visitante e repleto de desfalques, o Grêmio tomou todas as ações no começo do jogo. 

Foram muitas chegadas, até Ricardinho abrir o placar e "tirar a zica". Há tempos vinha desperdiçando oportunidades. Fez enorme festa e viu o VAR demorar nove minutos para validar o lance. Avaliava um possível impedimento milimétrico. Sem conclusão, o lance acabou valendo, mas não houve divulgação da avaliação do árbitro eletrônico.

Com o goleiro Gabriel Chapecó como mero espectador até então, o Grêmio finalmente transformou o domínio em vantagem no placar. E quase ampliou em cabeçada de Alisson, logo a seguir. 

Mostrava não estar sentindo as ausências de Rafinha, Pedro Geromel, relacionado, mas poupado por não estar 100%, Kannemann, Diego Souza, Ferreira e Douglas Costa, desfalques por lesão, e do goleiro Brenno e do volante Matheus Henrique, servindo a seleção olímpica.

Já o Vitória mostrava-se carente sem seu centroavante Dinei, também machucado e fora da temporada por grave lesão no joelho. Mesmo mandante, custou a chegar ao ataque, finalizando pela primeira vez somente aos 43 minutos. Sem perigo.

A volta para a etapa final mostrou um Vitória mais atrevido. Foram dois belos chutes que assustaram, de Pablo Siles e Guilherme Santos. Na busca pelo empate, Ramon adiantou a equipe. 

Mas uma falha da saída de bola acabou sendo fatal. Darlan recuperou a bola e mandou para Ricardinho servir Léo Pereira. Com ótima vantagem de 2 a 0, os gaúchos se retraíram, bem fechados na defesa e arriscando em raros contra-ataques. 

Num deles, ampliou ainda mais. Luiz Fernando driblou o goleiro e mandou na cabeça de Diogo Barbosa. A vantagem é excelente, mas o Grêmio sabe que nada está definido. O Vitória eliminou o Inter, na etapa anterior, após derrota em casa e 3 a 1 em Porto Alegre

O Grêmio é cauteloso. Já a torcida espera que a história se repita. O time gaúcho levou a melhor nos dois confrontos contra o Vitória em mata-matas da Copa do Brasil. Em 1994 e 1997, ambos pelas quartas de final. Foi campeão nas duas edições.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir