Cidadeverde.com
Esporte

Com um a mais desde o 1º tempo, São Paulo vence Vasco e avança na Copa do Brasil

Imprimir

Com um a mais desde o primeiro tempo, o São Paulo derrotou o Vasco por 2 a 1 na noite desta quarta-feira, em São Januário, e garantiu a classificação para as quartas de final da Copa do Brasil. 

Foto - Rubens Chiri / saopaulofc.net

O time paulista já havia vencido o jogo de ida por 2 a 0 e poderia até perder a partida. Mas, após a expulsão de Léo Jabá, bateu o time carioca com gols de Rigoni e Benítez. Castán ainda levou o vermelho na reta final do jogo e deixou o São Paulo com dois a mais.

A equipe de Hernán Crespo aguarda agora o sorteio do confrontos, que ocorrerá nesta sexta-feira, para conhecer o adversário da próxima fase.

Pelo Brasileirão, o São Paulo visitará o Athletico-PR no sábado e tentará sair da zona de rebaixamento. Na sequência, no meio da semana, pega o Palmeiras no jogo de ida das quartas de final da Copa Libertadores.

O Vasco deu adeus à competição, mas no início deu a impressão ao seu torcedor que era possível reverter a vantagem do adversário. O time começou pressionando o São Paulo.

Mas foi do time visitante a primeira real chance de gol. Após cobrança de escanteio, Pablo desviou na primeira trave e Vanderlei espalmou. Na sobra, Bruno Gomes de peito mandou na trave.

Os anfitriões responderam em seguida. Juninho dominou e tocou para Cano, que bateu cruzado na saída de Volpi e mandou para as redes. Com a ajuda do VAR, o árbitro Anderson Daronco viu que a bola tocou na mão de Juninho e anulou o gol vascaíno.

O Vasco seguia superior, ditando o ritmo do jogo. Até que aos 31 minutos Léo Jabá entrou para dividir com Reinaldo e levantou alto o pé, atingindo o adversário. Daronco deu inicialmente o cartão amarelo, mas foi chamado pelo VAR para rever o lance. Depois de olhar o vídeo, deu o vermelho para o jogador do Vasco

Com um a mais, o São Paulo passou a marcar sob pressão e foi assim que abriu o placar. Orejuela cruzou da direita e Rigoni subiu livre no meio da área para fazer de cabeça: 1 a 0. Na volta do intervalo, o São Paulo tratou logo de liquidar a partida. 

Pablo ajeitou para Benítez, que bateu fraco, mas a bola desviou em Castán e enganou o goleiro do Vasco. Ainda poderia ter feito o terceiro, com Pablo que bateu para fora.

A notícia ruim para o time de Crespo foi o meio-campista William O jogador havia acabado de se recuperar de lesão muscular e entrou no segundo tempo. Mas no primeiro toque na bola sentiu novamente a lesão e deixou o campo chorando.

O Vasco não desistiu do jogo e conseguiu diminuir graças a um gol contra de Liziero, que não conseguiu sair da bola após defesa de Volpi.

Mas Castán acabou expulso logo depois, aos 34, e aí a reação que era improvável, ficou impossível. Por reclamação, o time carioca ainda terminou a partida sem o técnico Lisca, que foi expulso.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir