Cidadeverde.com
Esporte

Clássico sem gols frustra Santos e Corinthians na Vila Belmiro

Imprimir

O Corinthians chegou a comemorar uma bola na rede, mas o lance foi invalidado após intervenção do árbitro de vídeo, que também agiu para a anulação de um pênalti para os visitantes na Vila Belmiro.

Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians

Assim, terminou empatado por 0 a 0 o clássico do time paulistano com o Santos, neste domingo (8).

O resultado não foi celebrado por nenhum dos lados. Agora com 18 pontos, a equipe de Sylvinho ainda não conseguiu nem sequer cruzar a barreira da décima posição do Nacional. O time de Fernando Diniz, com 20, também não está muito à frente.

O placar foi ainda mais frustrante para os corintianos, sobretudo pelo ímpeto que o time demonstrou no segundo tempo, quando passou a ficar mais com a bola e teve um gol e um pênalti anulados.

Nos 45 minutos iniciais, as duas equipes forçaram a maioria de suas jogadas pelo meio, onde esbarravam em defesas bem postadas.

Em raras ocasiões, como num chute de Fagner e outros dois de Marcos Guilherme, arriscaram chutes de fora da área, o fundamento que exigiu algum trabalho de Cássio e João Paulo.

Do lado santista, a ausência de Marinho, machucado, tirou da equipe o jogador com maior capacidade de armar jogadas individuais, algo que faltou muito ao time.

Com a estreia de Giuliano, os corintianos passaram a ter alguém com mais criatividade no meio de campo. Ainda sem ritmo de jogo, porém, o meia teve participação em somente duas boas jogadas ofensivas.

Depois do intervalo, o Corinthians passou a explorar mais os lados, ou melhor, o lado direito, setor em que Gustavo Mosquito atua como a principal arma ofensiva do time. Em dois lances, ele quase colocou o time da capital à frente.

Primeiro, deu uma assistência para Jô, aos 10 minutos, mas o gol foi anulado porque o camisa 19 estava impedido quando recebeu um passe.

Depois, ele foi derrubado na área, mas após checar o lance no vídeo, o árbitro considerou que o defensor tocou antes na bola, anulando o pênalto que havia dado no campo. 

Os lances eram um sinal de que os visitantes estavam com mais força ofensiva.

Depois dos sustos, o Santos conseguiu equilibrar novamente a partida, mas não produziu o suficiente para assustar a meta de Cássio, enquanto o Corinthians não criou mais chances claras de gols.

O time da Baixada Santista volta a campo agora na quinta (12), quando terá o primeiro confronto com o Libertad (PAR), pelas quartas de final da Copa Sul-Americana. Já o Corinthians só jogará no domingo (15), quando vai encarar o Ceará, pelo Nacional.

Fonte: Folhapress

Imprimir