Cidadeverde.com
Últimas

Pesquisadora da UFPI alerta para desafios na retomada das aulas presenciais

Imprimir

 

 

Uma pesquisa realizada pela professora Raimunda Alves Melo, do Centro de Ciências da Educação(CCE) da Universidade Federal do Piauí(UFPI), analisa uma série de dificuldades enfrentadas no sistema educacional durante o período da pandemia. Entre os pontos estudados, está  o chamado ensino remoto que,  segundo a professora, apesar dos benefícios, ampliou as desigualdades sociais. 

"A sequência desses estudos aponta que, apesar da relevância do ensino remoto durante todo esse percurso para manter o vínculo com os estudantes, e como forma de evitar o abandono escolar, demonstrou a limitação dessa tipologia de ensino para atender todas as perspectivas do estudantes, seja pela própria configuração do ensino, que não chama a tenção das crianças, ou seja pelas grandes desigualdades educacionais do estado do Piauí, em que mais de 50% das famílias dos estudantes não tem acesso às tecnologias da comunicação", destacou a professora. 

Diante das dificuldades para avançar no ensino remoto, a professora defende que haja a retomada das atividades presenciais, para diminuir os impactos já causados pela pandemia na educação. 

"As condições das escolas no estado do Piauí ainda não permitem desenvolvem aquilo que está configurado como ensino híbrido, justamente por essa falta de tecnologias da comunicação e informação que atinge as famílias. É um retorno com segurança, que implica no esforço maior por parte das autoridades públicas do estado do Piauí em adiantar a segunda etapa da vacinação dos professores, bem como desenvolver todos os protocolos de segurança, que envolvem as garantias de infraestrutura, condições de trabalho seguras, parcerias", alertou a pesquisadora Raimunda Alves Melo. 

 


Natanael Souza
[email protected] 

Imprimir