Cidadeverde.com
Últimas

Dia do Cardiologista: dicas para manter a saúde do coração

Imprimir

Cardiologista lista cuidados preventivos que podem evitar futuros problemas cardíacos

 As doenças no coração estão sempre no topo das pesquisas anuais de principais causas de morte em todo o mundo. Segundo os últimos dados das “Estimativas Globais de Saúde de 2019” da Organização Mundial de Saúde (ONU), publicado em dezembro de 2020, as doenças cardíacas representam 16% do total de mortes por todas as causas.

Preocupada com resultados sempre alarmantes, a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) estabeleceu, em 2007, que o dia 14 de agosto seria marcado pelo Dia do Cardiologista, com a finalidade de lembrar a todos sobre a importância de manter a saúde do coração e valorizar os profissionais que atuam na área.

Para esclarecer e ressaltar cuidados da rotina que são importantes para o cuidado com esse órgão, o médico cardiologista e professor do IDOMED, Pablo Germano de Oliveira, dá várias dicas preventivas sobre o assunto, baseado na atualização da Diretriz de Prevenção Cardiovascular, da Sociedade Brasileira de Cardiologia (2019): “A terapia nutricional, perda de peso e prática de atividade física contribuem para a redução das doenças cardiovasculares”, elenca o docente.

A alimentação é um ponto importante para a saúde do coração. O médico atenta à população sobre a ingestão de produtos industrializados, que se torna cada vez mais comum, substituindo o consumo do clássico arroz e feijão nas refeições e permitindo o risco da obesidade. “Devem ser priorizados os alimentos in natura ou minimamente processados, e é indicado moderar o uso de óleo, sal e açúcar, além de não consumir alimentos ultra processados”, explica. Ele ressalta ainda que com o planejamento das compras e do preparo das refeições é possível evitar a ingestão de fast foods.

Pablo também indica o exercício como um aliado poderoso para quem quer manter a saúde em dia. “A atividade física aeróbica regular auxilia na prevenção e tratamento da hipertensão, reduzindo os riscos de problemas cardiovasculares”, indica o profissional, baseado na recomendação de 2020 da Organização Mundial de Saúde (OMS), que sugere 300 minutos de exercícios semanal, o equivalente a 60 minutos diários que podem ser divididos em 5 dias.

Para completar, o especialista aponta outras boas práticas: evitar o estresse e a ansiedade, seja por questões sociais ou profissionais, além de parar com hábitos prejudiciais como o tabagismo e o consumo de bebidas alcoólicas, que são agravantes para a manutenção da saúde do coração.

Sobre o IDOMED

O IDOMED é um grupo que reúne 14 escolas médicas e consolida a tradição de mais de 20 anos de experiência nesse segmento acadêmico. Estamos presentes em todas as regiões do país, com mais de seis mil alunos e foco em excelência no ensino, aprendizado prático, tecnologia aplicada e conexão com a carreira médica.
O grupo oferece programas de graduação, pós, especialização, residência médica e cursos de atualização. Está entre os líderes na incorporação de tecnologia educacional voltada à formação em Medicina.

Imprimir