Cidadeverde.com
Esporte

Flamengo vence o Sport com tranquilidade e se recupera no Brasileirão

Imprimir

Derrotado por 4 a 0 pelo Internacional na rodada passada do Brasileirão, o Flamengo colocou a cabeça no lugar durante a semana, ao golear o Olimpia na Libertadores, e conseguiu se recuperar no campeonato nacional. 

Foto: Marcelo Cortes - Flamengo

Em um jogo tranquilo, válido pela 16ª rodada, o time comandado por Renato Gaúcho venceu o Sport por 2 a 0, no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, com gols marcados por Bruno Henrique e Éverton Ribeiro.

O resultado deixa o Flamengo em quinto lugar, com 27 pontos, ainda distante do líder Atlético-MG, que tem 37, mas com perspectiva de evoluir na briga pelas primeiras posições e com dois jogos a menos.

Já o Sport viu cair uma série de quatro jogos sem derrota, estacionou nos 15 pontos e segue brigando para fugir da zona de rebaixamento.

A equipe flamenguista foi a campo desfalcada, sem Gabigol e Diego, suspensos, e Gustavo Henrique, com suspeita de covid-19. Por isso, Pedro, João Gomes e Bruno Viana começaram jogando.

Apesar das baixas para o lado carioca, o desenho da partida durante os primeiros minutos não foi muito diferente do esperado

Até então dono da melhor defesa do campeonato ao lado do Atlético-MG, o Sport se armou cautelosamente para tentar neutralizar o qualificado ataque flamenguista.

A difícil missão foi comprometida ainda aos dez minutos, tempo marcado no cronômetro no momento em que Bruno Henrique foi de encontro à bola, pelo alto, após belo cruzamento de Arrascaeta, e abriu o placar.

Mesmo em desvantagem, o time pernambucano preferiu não se arriscar, sem mudar a proposta de jogo, já que temia dar espaços aos adversários. 

Do outro lado, o Flamengo maneirou na intensidade e fez um jogo paciente, que até desencadeou outra bola na rede, aos 18 minutos, após finalização de João Gomes, mas o gol foi anulado porque Isla participou da jogada em posição de impedimento.

Entre um e outro lance de perigo, a equipe carioca não foi ameaçada e saiu de campo tranquila para o intervalo.

O Sport pode ter pensado em voltar para o segundo tempo surpreendendo com uma postura mais ofensiva, mas não deu nem tempo de colocar em prática.

Com apenas um minuto de bola rolando, Éverton Ribeiro recebeu cruzamento de Isla e, mesmo errando o chute, contou com um desvio em Ronaldo Henrique para marcar o segundo gol flamenguista.

Diante de um adversário intimidado, o Flamengo seguiu controlando as ações do jogo. Ainda assim, o Sport conseguiu ter um momento de empolgação na partida.

Em uma rara investida no campo de ataque, aos 10 minutos, José Welison colocou Diego Alves para trabalhar e ainda viu a bola explodir no travessão antes de Isla afastar de vez o perigo.

O lance perigoso não serviu como combustível aos visitantes, que não deram sequência à reação. O técnico Umberto Louzer decidiu promover a estreia de Hernanes, contratado após deixar o São Paulo, mas o experiente meia não conseguiu resolver a situação. 

Enquanto isso, o Flamengo, confortável com o placar, focou em não se desgastar, tanto que Renato Gaúcho começou a fazer uma série de alterações, já pensando em preservar alguns atletas para a decisão pela Libertadores.

Pedro até chegou a balançar a rede nos minutos finais, só que o árbitro marcou impedimento, deixando o 2 a 0 no placar final.

O Flamengo volta a campo às 19h15 de quarta-feira, quando recebe o Olimpia no Mané Garrincha, em Brasília, para disputar a rodada de volta das quartas de final da Libertadores. O jogo de ida terminou com vitória por 4 a 1 para os flamenguistas. 

O próximo compromisso pelo Brasileirão é no domingo que vem, contra o Ceará, no Castelão. No mesmo dia, o Sport encara o São Paulo na Ilha do Retiro.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir