Cidadeverde.com
Esporte

Petrúcio Ferreira e Evelyn Oliveira serão porta-bandeiras nas Paralimpíadas

Imprimir

Evelyn Oliveira e Petrúcio Ferreira serão os porta-bandeiras do Brasil na cerimônia de abertura das Paralímpiadas de Tóquio.

O Comitê Paralímpico do Brasil divulgou nesta segunda-feira (16) que os medalhistas paralímpicos estarão representando a delegação brasileira na aberta do evento, que acontece no próximo dia 24.

Petrúcio é velocista da classe T47 (para amputados de braço) e Elevyn compete pela classe BC3 da bocha. Ambos conquistaram medalha de ouro em suas modalidades na edição da Rio-2016. 

Também participarão do desfile pela delegação brasileira a técnica da classe BC4 da bocha e staff da atleta Evelyn, Ana Carolina Alves, e o diretor técnico do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), Alberto Martins.

Os dois atletas declararam estar felizes com a oportunidade. "Na minha segunda edição de Jogos e já ter essa honra. Fica difícil descrever do tamanho da alegria, representar toda uma nação, todos os atletas, e todo o Movimento Paralímpico e para as pessoas com deficiência. 

É um privilégio só estar lá com a bandeira do nosso país, fico sem palavras", afirmou Petrúcio.

Evelyn disse que essa é uma conquista também para a bocha como modalidade paralímpica: "A bocha tem conquistado um espaço muito grande e eu acredito que seja mérito de todos os atletas. Eu serei a porta-bandeira, mas estarei representando uma grande classe de atletas que contam com nomes que abriram caminho para a gente, como Dirceu, Eliseu, e Maciel".

A delegação brasileira para os Jogos de Tóquio conta com 260, sendo 164 homens e 96 mulheres, além das comissões técnicas e médicas. Ao todo, serão 434 brasileiros no Japão, a maior delegação do País na história dos Jogos Paralímpicos.

Fonte: UOL/FOLHAPRESS

Imprimir