Cidadeverde.com
Entretenimento

Harém lança livro que resgata os 35 anos de um dos grupos mais antigo do estado

Imprimir

A história do Grupo Harém de Teatro foi publicada em O Livro do Harém que resgata espetáculos que marcaram os 35 anos de trajetória. Os leitores vão poder se debruçar com clássicos do teatro piauiense como Raimunda Pinto, Sim Senhor que ficou quase duas décadas em cartaz. O livro será lançado nesta segunda-feira (23), às 19h, no Espaço Cultural Trilhos.

Foto: Dantércio Cardoso/ Cidadeverde.com

"Alguns críticos nacionais e locais dizem que Raimundo Pinto é um divisor de águas do teatro piauiense. Há um teatro feito antes de Raimundo Pinto e outro depois de Raimunda Pinto. Essa peça lançou grandes nomes como Dirceu Andrade, Amauri Jucá, Moisés Chaves, Maneco Nascimento, Jorge Carlos", destaca o ator Francisco Pellé. 

O artista explica que o livro é dividido como se fosse uma peça de teatro com prólogo, seis atos e um epílogo.

Foto: Dantércio Cardoso/ Cidadeverde.com

"O projeto gráfico, que foi feito pelo Paulo Mauro, é como se fosse contando também uma peça de teatro. Quem vai receber o livro vai observar que é amarelo como se fosse o dia e o azul é a noite. Tem todo um significado, vem cheio de símbolos, conta Pellé. 

Após período de recesso na programação cultural do Espaço Cultural Trilhos, oficializa-se o retorno do calendário cultural programado para o segundo semestre de 2021. ainda que limitado pelas confirmações político-sanitárias atuais, o Espaço Trilhos, como plataforma de difusão, de construção e de comunicação entre artista-comunidade-ambiente, anuncia a retomada da segunda etapa do OCUPATRILHOS, que não poderia ser iniciada em maior estilo: o lançamento do livro em comemoração aos 35 anos do Grupo Harém de Teatro, acompanhado da experiência musical "Rapsódia Afro", conduzida pelos Irmãos Bezerra.

Hoje, às 19h, o circuito de intervenções artísticas do OCUPA em sua segunda etapa se inicia com o lançamento, não apenas de uma obra de reconhecimento e de identidade de um coletivo, quanto sua função como registro documental de criação, de desenvolvimento e consolidação do patrimônio cultural do Piauí: o livro comemorativo aos 35 anos de existência e de resistência do Grupo Harém de Teatro. Entre divertidas crônicas de bastidores de turnês, detalhes e depoimentos acerca da concepção e montagem de espetáculos marcantes na cronologia do grupo, que também se funde à própria história do teatro piauiense. A obra, patrocinada pela Equatorial Energia, por intermédio do SIEC, é potencializada por uma galeria fotográfica que eterniza a história de todos aqueles que foram partícipes direta ou indiretamente, e com textos, relatos e perspectivas que ambientam o leitor na atmosfera de um dos elementos mais importantes da arte estadual, seja em aspecto nacional e internacional.


Graciane Sousa
[email protected]

Imprimir