Cidadeverde.com
Últimas

Piauí é o segundo estado com maior índice de catarata no país, revela IBGE

Imprimir

Foto: Ascom/Sesapi

O Piauí apresentou dados negativos em relação a catarata e a realização do exame de mamografia, segundo a Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) 2019, divulgada nesta quinta-feira (26). O relatório mostra que o estado é o segundo do país com mais incidência de catarata entre pessoas com 60 anos ou mais e que menos da metade das mulheres, entre 50 e 69 anos de idade, fizeram o exame de mamografia.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), órgão responsável pela pesquisa, quase metade da população idosa do Piauí, 44,3%, foi diagnosticada com catarata em um ou ambos os olhos. O número é superior à média nacional, que é de 34,6%. O estado fica atrás apenas do Rio Grande do Norte, com o índice de 47,2%.

Os dados da pesquisa ainda relatam que no Piauí, apenas 68,8% dos idosos diagnosticados com a doença e que receberam indicação para fazer a cirurgia, realizaram o procedimento para a correção do problema. O Sistema Único de Saúde (SUS) oferece a cirurgia de retirada da catarata, mas apenas 40,3% dos pacientes piauienses utilizaram o serviço público.

A catarata compromete a visão e pode causar cegueira se não for tratada.

Exame de mamografia

Em relação à realização do exame de mamografia, menos da metade das mulheres piauienses (45,6%), entre 50 e 69 anos de idade, fizeram o procedimento recomendado pelo Ministério da Saúde a cada dois anos.

Segundo o IBGE, a renda ainda é um obstáculo para a realização do exame. No Piauí, enquanto apenas 25,6% dessas mulheres com rendimento de até um quarto do salário mínimo por pessoa realizou o exame no biênio investigado, o índice chega a 95,6% entre aquelas com rendimento per capita acima de cinco salários mínimos.

Além disso, a escolaridade também influencia no índice. Enquanto que 78,6% das mulheres de 50 a 69 anos com ensino superior completo realizaram o exame, apenas 34,8% do grupo com ensino fundamental incompleto compareceram ao procedimento.

O câncer de mama é o tipo que mais atinge as mulheres em todo o mundo. O diagnostico precoce da doença ajuda a aumentar as chances de cura e possibilitar um tratamento não mutilador.

Exame Papanicolau

Ao contrário da baixa taxa de realização do exame de mamografia, a pesquisa nacional revelou que três a cada dez mulheres de 25 a 64 anos de idade do Piauí (75%), se submeteram ao exame preventivo de câncer de colo do útero há menos de três anos da data de entrevista da pesquisa.

O exame Papanicolau, como também é conhecido, ajuda a mapear alterações celulares que podem evoluir para o câncer do colo do útero e a identificar outras infecções que precisar ser tratadas.

Rebeca Lima com informações do IBGE 
[email protected]

 

Imprimir