Cidadeverde.com
Esporte

Sport e Chapecoense empatam sem gols e seguem ameaçados pelo rebaixamento

Imprimir

Dois dos piores times do Campeonato Brasileiro, cotados para serem rebaixados à Série B, Sport e Chapecoense empataram sem gols neste sábado à tarde na Ilha do Retiro, no Recife (PE), na abertura da 18ª rodada. Ambos continuam na zona de degola.

Foto: Anderson Stevens/Sport Club do Recife

Dono do pior ataque, com apenas oito gols, o Sport é o 18º colocado com 16 pontos. A Chapecoense, que ainda não venceu, segue na lanterna com apenas sete pontos.

Este empate foi visto pelo técnico paraguaio Gustavo Florentín, escolhido para substituir Umberto Louzer no time pernambucano. Desta vez, o comando do time ficou com Ricardo Severo, que dirige o sub-20.

A necessidade da vitória para respirar na competição abria a perspectiva de um jogo intenso. Sobrou transpiração, mas faltou inspiração. Em todo primeiro tempo, o Sport só teve uma chance de gol.

Após cruzamento de Hernanes, o zagueiro Pedro Henrique desviou de cabeça e o goleiro Keiller defendeu em dois tempos. Isso aos 13 minutos.

Mas logo a Chapecoense tratou de acertar sua marcação sob os gritos de Dino Camargo, auxiliar em ação no lugar de Pintado, suspenso por expulsão.

O Sport voltou diferente após o intervalo, adiantando a marcação e tentando finalizar. Em menos de cinco minutos finalizou três vezes e aos 10 minutos teve sua melhor oportunidade de gol numa cabeçada de Mikael que cruzou a pequena área. A bola foi aliviada, quase em cima da linha, por Joilson.

As chances foram aparecendo. Gustavo Oliveira apareceu na grande área aos 15 minutos, mas chutou em cima do goleiro Keiller.

A Chapecoense pela primeira vez chegou com perigo aos 19 minutos, quando Bruno Silva aproveitou recuou errado de Pedro Henrique e chutou em cima de Mailson. Na sobra, Anselmo Ramon chutou para fora.

Era sinal de que o time catarinense também se arriscaria no ataque. Tanto que teve o domínio em campo por boa parte do segundo tempo.

Aos 37 minutos, o meia Thiago Neves cometeu falta dura em cima de Mike e recebeu o segundo cartão amarelo, sendo automaticamente expulso e deixando o Sport com um jogador a menos.

Só mesmo num lance ocasional para algum time marcar. Aos 46 minutos, Leandro Barcia desviou de cabeça o cruzamento de escanteio e o goleiro Keiller fez grande defesa dando um tapa na bola. Garantiu o empate para a Chapecoense.

Na última rodada do primeiro turno, o Sport iria enfrentar o Athletico, na Arena da Baixada, em Curitiba (PR), no sábado (dia 5).

Mas este jogo foi adiado pela CBF por causa da convocação do goleiro Santos para a seleção brasileira. A Chapecoense vai receber o Fluminense, no dia 6 (segunda-feira).

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir