Cidadeverde.com
Esporte

Com zagueiro suspenso, Tite convoca Léo Ortiz, também do Red Bull Bragantino

Imprimir

Preocupado com a suspensão do zagueiro Marquinhos, o técnico Tite chamou mais um jogador do Red Bull Bragantino nesta sexta-feira. Léo Ortiz vai se apresentar à seleção brasileira junto com o atacante Artur, anunciado mais cedo.

Foto - Lucas Figueiredo - CBF

Ambos vão completar o time, desfalcado por seguidos problemas na atual Data Fifa.

A dupla já treinará com o grupo neste sábado, na única atividade preparatória para o clássico com a Argentina, no domingo, pelas Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo de 2022. A partida será disputada na Neo Química Arena, estádio do Corinthians, em São Paulo.

Será a segunda oportunidade de Léo Ortiz na seleção principal. Antes, participou da campanha do Brasil no vice-campeonato da Copa América, entre junho e julho.

O jogador de 25 anos será opção para o treinador, em razão da suspensão de Marquinhos. Ele levou o segundo cartão amarelo na vitória sobre o Chile por 1 a 0, na noite de quinta-feira. Lucas Veríssimo e Miranda são as principais opções de Tite para compor a zaga com Éder Militão.

Tite chamou mais um zagueiro por precaução, uma vez que nesta Data Fifa a seleção joga três vezes, algo incomum. O terceiro jogo será contra a seleção do Peru, no dia 9, na Arena Pernambuco.

O treinador optou por soluções caseiras para completar a seleção para evitar novos problemas nesta tumultuada Data Fifa. Tite vem enfrentando dificuldades com seus convocados desde o anúncio da lista inicial, no dia 13 de agosto. 

No total, a relação de chamados chegou a contar com 34 jogadores. Mas, em Santiago, o técnico tinha apenas 22 a sua disposição. Com Artur e Léo Ortiz, terá 24.

Os problemas nas convocações começaram quando os clubes da Inglaterra decidiram não liberar seus jogadores para a seleção alegando que o Brasil está na "lista vermelha" do Reino Unido. 

Assim, os atletas teriam que cumprir quarentena no retorno ao país europeu, tornando-se desfalques para as competições locais. Os times da Espanha cogitaram fazer o mesmo, mas acabaram liberando os jogadores.

Com o veto inglês, nove atletas foram impedidos de se apresentar à seleção: Alisson, Ederson, Thiago Silva, Fabinho, Fred, Roberto Firmino, Raphinha, Richarlison e Gabriel Jesus. Como consequência, Tite precisou chamar mais nove atletas de última hora. Porém, novo problema afetou a lista do treinador.

O meia Matheus Nunes, do Sporting, estava nesta relação extra de atletas, mas não se apresentou porque cogita defender a seleção de Portugal - ele tem dupla cidadania. 

E o meia Claudinho e o atacante Malcom, ambos do Zenit, precisaram deixar a concentração da seleção para se reapresentarem por exigência do clube russo, também preocupado com quarentenas e desfalques no retorno dos atletas.

A dupla já treinava normalmente com a seleção. E não estiveram à disposição de Tite para o jogo contra o Chile.

A seleção retorna a São Paulo na nesta sexta, com desembarque previsto para as 20 horas. Líder isolada das Eliminatórias, o Brasil soma sete vitórias em sete jogos na competição.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir