Cidadeverde.com
Esporte

Rodallega marca 4 gols, Bahia derrota Fortaleza em casa e afasta crise

Imprimir

Com uma atuação de gala do colombiano Rodallega, autor de quatro gols, o Bahia afastou a crise e encerrou um jejum de oito jogos na noite deste sábado ao ganhar do Fortaleza, por 4 a 2, no Estádio de Pituaçu, em Salvador (BA), pela 19ª rodada do Brasileirão.

Foto: Leonardo Moreira/FortalezaEC

Esse foi o primeiro jogo de Rodallega como titular do Bahia, substituindo o atacante Gilberto, suspenso, justamente o artilheiro do Brasileirão, com oito gols, ao lado de Edenilson (Internacional) e Bruno Henrique (Flamengo). 

Com passagem por diversos clubes estrangeiros, o atacante colombiano, de 36 anos, havia disputado apenas quatro partidas pelo tricolor baiano e não tinha balançado as redes ainda.

"Essa pressão que a torcida fez antes do jogo foi muito bom, porque fizemos um bom jogo, corremos muito e marcamos os gol", comentou ao final do jogo, com a bola do jogo nas mãos. 

"É recompensa e um prêmio pelo esforço que tenho feito em toda minha carreira e pela minha família que sempre me apoiou", disse o colombiano, que afirmou já ter marcado quatro gols num mesmo jogo antes, pelo sub-20 da Colômbia e uma vez no México.

Foi mesmo uma chuva de gols para o Bahia, que tinha marcado apenas dois gols em oito jogos. A última vitória baiana havia sido no dia 7 de julho. O resultado não afasta o Bahia da beira da zona de rebaixamento.

O time é o 16º colocado, com 21 pontos. Por outro lado, o Fortaleza chegou ao quarto jogo sem vitória, na terceira colocação, com 33 pontos.

Pressionado por conta da sequência ruim de resultados e de protesto dos torcedores do lado de fora do Pituaçu, o Bahia quase viu a situação ficar mais difícil logo aos dois minutos. Romarinho fez boa jogada e deixou Robson na cara do gol, mas o atacante do Fortaleza desperdiçou chance clara.

Aos 17 minutos, com a ajuda do VAR, o árbitro assinalou pênalti para o Bahia depois de Robson cortar cruzamento de Juninho Capixaba com o braço. Mas a fase não é nada boa. Na cobrança, Rodriguinho deslocou o goleiro e viu a bola tocar na trave antes de sair.

Apesar do pênalti desperdiçado, o Bahia continuou melhor que o Fortaleza e Rossi exigiu boa defesa de Marcelo Boeck em chute de fora da área. A pressão surtiu efeito aos 43 minutos. Após uma saída errada do time cearense, Rossi rolou e Rodallega bateu na saída do goleiro.

Na volta do intervalo, o Fortaleza continuava sem conseguir imprimir seu ritmo e, apesar de Lucas Crispim quase ter empatado em chute desviado pela zaga, a situação ficou mais complicada aos 19 minutos, quando o Bahia aproveitou nova falha na saída de bola para ampliar.

Marcelo Boeck entregou a bola nos pés de Maycon Douglas, que passou para Rodallega ampliar. Dois minutos depois veio o terceiro. Bola cruzada na área, dois jogadores do Fortaleza furaram e Rodallega não desperdiçou. O jogo, porém, não estava decidido.

Yago Pikachu aproveitou rebote e, de primeira, diminuiu para o Fortaleza aos 25. Quatro minutos depois, Lucas Crispim cobrou escanteio, Tite desviou de cabeça na primeira trave e Matheus Vargas, também de cabeça, fez o segundo do time cearense.

A reação, porém, foi freada dois minutos depois. Rodallega recebeu cruzamento e bateu rasteiro. Marcelo Boeck falhou e soltou a bola nos pés do colombiano, que fez seu quarto gol no jogo.

Os times só voltam a campo no próximo final de semana, pela 20.ª rodada. No sábado, o Bahia encara o Santos, às 21 horas, na Vila Belmiro, em Santos (SP).

No domingo, o Fortaleza recebe o Atlético-MG, às 16 horas, na Arena Castelão, em Fortaleza (CE).

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir