Cidadeverde.com
Geral

Fundação de Saúde estuda implantação de sistema de teleconsultoria

Imprimir

Foto: Ascom/FMS 

Com o aumento da demanda por consultas especializadas em todo o mundo causada pela pandemia da Covid-19, a Fundação Municipal de Saúde (FMS) se reuniu com universidades da capital para articular a implantação do sistema de teleconsultoria, que usará a tecnologia para dar suporte aos profissionais da atenção básica por meio do apoio de especialistas em saúde.

A proposta é pautada na necessidade de adaptação perante o contexto atual do número de encaminhamentos para a atenção especializada e para organizar e melhorar a gestão clínica dos profissionais atuantes na ESF.

O projeto visa proporcionar ao médico da atenção básica a possibilidade da realização de consultoria virtual com o médico especialista, com a finalidade de realizar discussão de casos e qualificar a conduta médica na atenção básica por meio do apoio especializado, proporcionando ao paciente maior resolutividade, e reduzindo as filas de espera por consulta especializada.

Estiveram presente à reunião representantes da Universidade Federal do Piauí (UFPI), Uninovafapi e Facid, que aceitaram participar da iniciativa.

“Inicialmente, ficou definido para as universidades definirem os profissionais e a FMS vai organizar os treinamentos para que eles conheçam o prontuário eletrônico,  que usamos na atenção básica”, informa Laurimary Caminha, diretora de Atenção Básica da FMS.

O presidente da FMS, Gilberto Albuquerque, enfatizou a importância da iniciativa para garantir celeridade no atendimento à população, que poderá ser acompanhada na própria UBS por profissionais ainda mais capacitados, reduzindo as filas de espera por consultas especializadas e preparação para cirurgias para o menor tempo possível.

“Estamos trabalhando com as universidades para montar um centro de telemedicina capaz de dar suporte aos demais profissionais que estão principalmente na atenção básica. Por meio dele, a saúde de Teresina ficará bem melhor e a população muito mais assistida por meio da efetivação desse projeto”, comentou o gestor.

Da Redação
[email protected]

 

Imprimir