Cidadeverde.com
Economia

Plantio da soja começa com expectativas de recorde para a próxima safra

Imprimir

Foto: Arquivo/ Revista Cidade Verde

O Paraná é tradicional na produção de soja. E o plantio do grão para a safra 2021/22 no estado começou em ritmo acelerado. Somente na semana de 10 a 16 de setembro, a semeadura já atingiu mais de 500 mil hectares, espaço equivalente a 1% da área estimada em 5,62 milhões de hectares destinada a essa cultura. As informações estão no Boletim de Conjuntura Agropecuária publicado recentemente.

Elaborado por técnicos do Departamento de Economia Rural (Deral) da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento, o documento aponta para o desempenho das atividades concentradas principalmente nos núcleos regionais de Campo Mourão, Cascavel, Francisco Beltrão e Pato Branco. Agora basta que as condições climáticas se aliem ao ritmo do cultivo da soja para que a fase inicial da produção se consolide.

É certo que um desempenho surpreendente como esse somente é possível com a ajuda da tecnologia. E os investimentos no agronegócio certamente passam pela ampliação ou pela renovação do parque de equipamentos e pela contratação de mão de obra qualificada. Essas aquisições podem ser determinantes para o sucesso de diversas culturas. Portanto, o ganho em produtividade passa, necessariamente, por pesquisas de tratores à venda no Paraná (PR), insumos agrícolas, pulverizadores entre outros. 

A tendência de aumento da produção movimenta o mercado de equipamentos novos e usados. Mesmo que não seja possível automatizar toda a produção com equipamentos novos, maquinários usados podem ser uma alternativa eficaz para garantir bons ganhos em produtividade. Afinal, comprar um trator usado à venda no Paraná, por exemplo, pode intensificar os resultados finais da colheita sem comprometer o orçamento.

Brasil

Em âmbito nacional, a produção de soja na safra 2020/21 foi de 135,91 milhões de toneladas. De acordo com um levantamento feito pela Companhia Nacional do Abastecimento (Conab), o maior volume de produção da soja foi no Mato Grosso (35,88 milhões de toneladas), Rio Grande do Sul (20,78 milhões de toneladas) e Paraná (19,88 milhões).

O boletim também registra informações fornecidas pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) sobre as estimativas para a produção mundial de soja na próxima safra. A produção deve atingir cerca de 384 milhões de toneladas, segundo o USDA. E o Brasil deve liderar o ranking mundial com cerca de 144 milhões de toneladas. Depois devem vir os Estados Unidos (119 milhões de toneladas) e a Argentina (52 milhões de toneladas).

Da Redação
[email protected]

Imprimir