Cidadeverde.com
Entretenimento

Shakira diz ter sido atacada e roubada por dois javalis durante passeio

Imprimir

Fotos: AgNews

A cantora Shakira, 44, revelou que teve sua bolça roubada durante um passeio por um parque de Barcelona, na Espanha. Porém, quem praticou o "crime" foram dois javalis.

Em vídeo, a artista explicou melhor sobre como foi atacada pelos animais. "Eles me atacaram, quebraram tudo e estavam levando minha bolsa para a floresta com meu celular dentro. No final, eles deixaram porque eu os confrontei", disse.

Na sequência, pede para o filho Milan, 8, confirmar o que tinha acontecido, mas o menino aparenta estar bravo e sai andando sem dar satisfações, "Milan, fale a verdade. Diga como sua mãe enfrentou o javali", pediu ela.

Nas imagens a colombiana esposa do zagueiro Piqué mostrou o estrago na bolsa. Nem ela nem o filho se feriram com o incidente. Mas a cantora está longe de lidar apenas com problemas desse tipo. Um juiz espanhol viu "evidências suficientes" para que a cantora seja julgada por fraude fiscal, de acordo com documento do tribunal divulgado.

"Os documentos anexados à ação são evidências suficientes de irregularidades para prosseguir com o processo", afirmou no ato do tribunal.

O juiz Marco Jesus Juberias encerrou uma investigação pré-julgamento de alegações de promotores de que a cantora não pagou até 14,5 milhões de euros (correspondente a R$ 87 milhões) em impostos sobre a renda auferida entre 2012 e 2014. É uma etapa preliminar antes de um julgamento.

De acordo com a Reuters, embora os promotores digam que Shakira morava na região da Catalunha durante aqueles anos, seus representantes argumentam que ela não morou na Espanha até 2015 e cumpriu com todas as suas obrigações fiscais.

Os representantes de Shakira na Espanha disseram em um comunicado por e-mail que o documento do tribunal era uma "etapa esperada no processo" e que a equipe jurídica da cantora "permanece confiante e totalmente cooperativa com o judiciário e não fará mais comentários".

 

Fonte: Folhapress

Imprimir