Cidadeverde.com
Economia

IBGE cancela seleção para 204 mil temporários para o Censo 2022

Imprimir

Foto: Ascom IBGE

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) informou, nesta segunda-feira (18), que o processo seletivo para o Censo Demográfico 2022 foi cancelado. A seleção para a contratação de recenseadores, agentes censitários municipais e agentes censitários supervisores já estava suspensa e previa a contratação de 204 mil temporários no país.

As taxas de inscrições pagas pelos candidatos serão devolvidas e haverá novos editais para quem quiser se candidatar. O novo período de inscrições está previsto para o início de dezembro, informou o IBGE.

O contrato com o Cebraspe, empresa organizadora que faria o processo seletivo, não foi renovado e terminou sua vigência nesta segunda-feira. O órgão diz que está tomando providências para selecionar outra empresa organizadora do processo seletivo.

Será feita uma nova seleção da organizadora e serão abertos novos editais. O número total de vagas oferecidas poderá ser alterado.

O instituto informou que publicará nos seus canais os procedimentos para a devolução das taxas de inscrição já pagas pelos candidatos para o Censo 2021, conforme previsto em edital. O concurso cancelado tinha 181.898 vagas para recenseador, 16.959 para agente censitário supervisor e 5.450 para agente censitário municipal, com oportunidades em quase todos os municípios do país.

Quem se candidatou a uma das vagas de agente censitário pagou taxa de R$ 39,49. Para recenseador, o valor cobrado foi de R$ 25,77. Para concorrer a recenseador, o candidato deve ter nível fundamental completo, e para os cargos de agentes censitários, ensino médio concluído. Na seleção que foi cancelada, o salário oferecido para agente censitário municipal era de R$ 2.100, e para supervisor, de R$ 1.700, com jornada de 40 horas semanais, sendo oito horas diárias. Recenseadores recebem por produtividade.

ORÇAMENTO

O governo recuou e informou ao STF (Supremo Tribunal Federal) a ampliação do orçamento do IBGE para a realização do Censo em 2022. Neste mês, o IBGE informou que a Secretaria Especial do Tesouro e Orçamento autorizou emenda ao PLOA-2022, fixando o valor total de R$ 2,292 bilhões para o Orçamento do Censo Demográfico 2022.

O instituto chegou a suspender a realização das provas objetivas em abril, após a votação do Orçamento no Congresso. O governo federal havia reservado anteriormente apenas R$ 2 bilhões para a realização das pesquisas no ano que vem, mas o instituto afirmou que o valor era insuficiente e seriam necessários R$ 2,29 bilhões para realizar o recadastramento.

Em maio, o STF decidiu que o governo só precisaria realizar o Censo em 2022. Em setembro, foram feitos testes para o Censo de 2022 presencial na Ilha de Paquetá, no Rio de Janeiro.

 

Fonte: Folhapress

Imprimir