Cidadeverde.com
Esporte

Atlético-MG supera 100 gols na temporada, goleia Fortaleza e fica perto da final

Imprimir

100, 101, 102, 103... Após 28 jogos de espera, o torcedor do Atlético-MG volta a festejar uma goleada do time. Com futebol alegre e envolvente, a equipe ficou muito perto da decisão da Copa do Brasil com vitória impiedosa sobre o Fortaleza, uma das sensações do ano, por 4 a 0, no Mineirão. 

Foto - Pedro Souza - Atlético - MG

Com o amplo placar, superou os 100 gols na temporada. Já são 103. Líder disparado do Brasileirão, o time de Cuca chega forte para também brigar pela taça da Copa do Brasil.

Com o belo triunfo no Mineirão, o Atlético-MG poderá perder por até três gols de diferença no confronto de volta, daqui uma semana, no Castelão. A classificação garante um reforço de R$ 23 milhões de reais no caixa e vaga na decisão, marcada para os dias 2 e 15 de dezembro.

O terceiro encontro entre mineiros e cearenses na temporada começou com o incômodo visitante assustando Everson com apenas um minuto.

Felipe bateu por cima após receber de Yago Pikachu, herói da vitória em Belo Horizonte, pelo Brasileirão, por 2 a 1. Não por acaso, o meia foi vaiado a cada toque na bola.

Os cearenses queriam surpreender novamente e exploravam um bem ofensivo e pouco protegido Atlético-MG, nos minutos iniciais. Foram ao menos três chegadas boas. Mas nada de bola na rede.

Aos poucos o Atlético começou a impor sua força e a chegar bem na frente. Zaracho exigiu milagre de Felipe Alves. Bateu no cantinho e o goleiro se esticou todo para salvar. Inflamou a torcida, que cantava alto empurrando a equipe.

A pressão surtiu efeito. O primeiro gol da semifinal saiu após uma cobrança errada de falta de Hulk.

Carimbou a barreira, mas Guilherme Arana não desperdiçou o rebote, dominou e bateu bonito, a bola desviou em Pikachu e encobriu Felipe Alves. Belo gol e muita reclamação, pois o árbitro havia apitado antes de a bola entrar.

De nada adiantaram os protestos. O lance foi confirmado, mesmo com Bráulio da Silva Machado apitando escanteio no lance - a bola decaiu e enganou o árbitro. O gol deixou os jogadores do Fortaleza desorientados. 

Pouco tempo após a bola voltar a rolar, novo golpe duro no time de Juan Vojvoda. Keno cobrou escanteio na cabeça de Réver e 2 a 0 no placar.

O experiente zagueiro só estava jogando por causa do impedimento de Nathan Silva atuar por já ter defendido o Atlético-GO na competição. Foi o 30° gol do defensor em seu jogo número 300 pelo clube mineiro. Antes do intervalo, novo golpe duro ao Fortaleza.

Keno deu drible da vaca no marcador e achou Zaracho livre em inversão de jogada. O argentino trocou o gol por cruzamento na cabeça de Hulk, que fez o terceiro para enorme festa no Mineirão Com meio tempo, a vantagem mineira era gigante na semifinal.

Vojvoda voltou do intervalo com mudanças para tentar diminuir a vantagem mineira. Em menos de dois minutos via Zaracho comemorar O meia, que deu o terceiro gol para Hulk, festejou o seu em belo chute por cobertura da entrada da área.

Um ducha de água fria no Fortaleza que, logo a seguir, viu Yago Pikachu receber o terceiro cartão amarelo. Está suspenso para o duelo da volta. Um prejuízo grande para Vojvoda.

Keno ainda teve a chance de deixar sua marca. Após dividir com Titi, ficou livre, mas bateu com displicência, perdendo gol feito. Acabou substituído em forma de castigo.

Os mineiros diminuíram o ritmo, satisfeitos, mas viram Hulk sair com muitas dores após um pisão na mão e Réver sentir dores na coxa.

Último time a bater o Atlético-MG no Mineirão, ainda na primeira rodada do Brasileirão, por 2 a 1, o Fortaleza viu sua invencibilidade na competição de oito jogos cair nesta quarta-feira. Precisará de um milagre para reverter a semifinal.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir