Cidadeverde.com
Geral

Marcado júri de ex-soldado acusado de matar PM na frente do filho

Imprimir

Foto: arquivo pessoal

O júri do ex-soldado da Polícia Militar do Maranhão, Francisco Ribeiro dos Santos Filho, está marcado para a próxima quarta-feira (22), no Fórum Criminal, em Teresina. Ele é acusado de porte ilegal de arma de fogo e homicídio duplamente qualificado do cabo da Polícia Militar do Piauí, Samuel Borges, em fevereiro de 2019. 

Foto: Roberta Aline/ Cidadeverde.com

O crime causou grande repercussão no Piauí. A vítima foi assassinada na frente do filho que, na época, tinha sete anos de idade. 

Foram arroladas seis testemunhas, entre seguranças de um colégio nas imediações de onde ocorreu o crime e um delegado da Polícia Civil do Piauí que ia passando no momento do homicídio e deu voz de prisão ao acusado, que é investigado em outros três assassinatos. 

"Até hoje a gente sofre muito com a perda dele. Não tenho palavras pra dizer a falta que ele faz", disse a viúva Jaysse Borges. 

O crime ocorreu por motivo fútil após a vítima flagrar o ex-soldado portando uma segunda arma irregularmente. Na sequência houve uma discussão e os tiros que foram registrados em vídeo pelo cabo Samuel. 

"A arma do Samuel estava coldeadra, guardada e, ainda sim, o acusado Francisco efetuou os disparos. Não há o que se falar em legítima defesa, já que não houve injusta provocação, agressão, moderação, proporcionalidade na conduta do acusado", sustenta o promotor de Justiça Márcio Carcará. 

 

Graciane Sousa
[email protected]
Com informações Tiago Melo (TV Cidade Verde)

Imprimir