Cidadeverde.com
Últimas

Coordenadora da Cendrogas, Cida Santiago participa de graduação na Fazenda da Paz

Imprimir

Foto ascom

A Coordenadora Geral de Enfrentamento às Drogas do Piauí, Cida Santiago, esteve neste domingo (24), na Comunidade Terapêutica Terra da Esperança, mantida pela Fazenda da Paz, para participar da graduação de 2 acolhidos.

Para Cida Santiago é uma grande alegria poder contribuir com a recuperação e ressocialização. 

"Este é o dia de dizer Sim à ressocialização, para a recuperação e também dos internos serem devolvidos para a sociedade. Quero pedir a Deus que fortaleça estes graduados de hoje, para poder enfrentar a vida. É uma satisfação enorme para o Governo do Estado poder contribuir com a recuperação de ex-dependentes químicos", disse Cida. 

A graduação dos acolhidos representa um recomeço na vida deles, como conta a presidente da Fazenda da Paz, Eneida Lustosa. 

"É um momento muito importante para nós da Fazenda da Paz, principalmente por acreditar que eles estão mudando, são pessoas que começaram a nos procurar um ano atrás e hoje tem a oportunidade de sair daqui", falou Eneida. 

"Todos os dois estão saindo com curso de qualificação profissional e já estamos finalizando para execução de um projeto junto com o Governo do Estado através da Cendrogas para acompanhamento da reinserção social. Agradecemos também à Cida por ter abraçado este projeto", ressaltou. 

Andrey Farias, amapaense que através da sua família  buscou o tratamento da dependência química, agora está pronto para começar uma nova história. 

"Quero agradecer à Deus, a todos da Fazenda na pessoa da dona Eneida e do senhor Célio e a minha família por acreditar em mim. Quero agora ser responsável pela minha recuperação", agradeceu Andrey. 

Na oportunidade foi realizado o encerramento do Projeto Arte & Paz financiado pela Secretaria de Estado da Cultura (SECULT) e foi encerrado com Missa presidida pelo padre José Adelino. Estiveram ainda presentes a senadora Eliane Nogueira e o secretário da Secult, deputado estadual Fábio Novo.

 

Da Redação
[email protected]

Imprimir