Cidadeverde.com
Últimas

Advogados cobram retorno de atividades presenciais no TJPI

Imprimir

Foto: Roberta Aline/Cidadeverde.com

Um grupo formado por aproximadamente 40 advogados se reuniu, nesta quarta-feira (27/10), em frente ao prédio do Tribunal de Justiça do Piauí para reivindicar pelo retorno presencial do atendimento no Judiciário. 

A categoria diz que é inadmissível que boates, bares e restaurantes retornem o atendimento presencial e a Justiça no Piauí continue em teletrabalho. 

“A retomada do atendimento presencial aumenta a produtividade. O advogado e advogada têm direito de trabalharem presencial. Não podemos mais ter um prédio vazio. Um Tribunal vazio um Fórum vazio sem a presença de um juiz. Muitos nem moram hoje no Piaui, que fazem atendimento dos seus respectivos estados, que se quererem conhecem a realidade local hoje”, destacou o advogado Raimundo Júnior. 

A advogada Naiara Morais, integrante do movimento, pontuou alguns pontos que forçam o atendimento presencial no Judiciário. Segundo Morais, os advogados têm encontrado dificuldades para trabalhar usando o balcão virtual. 

Foto: Roberta Aline / Cidadeverde.com

“A questão da tecnologia é importante, mas ao mesmo tempo ela é muito difícil. A gente entra em contato pelo e-mail e não tem resposta, você entra em contato pelo WhatsApp, não tem resposta, pelo telefone, o telefone mudou. Então, todas essas questões, fora a questão do balcão virtual que é muito demorado, é muito difícil a gente conseguir os acessos na medida da necessidade do trabalho. Precisa sim repensar essa questão do retorno e é nessa luta que nós estamos compromissados aqui”, frisou ao Cidadeverde.com a advogada Naiara Morais. 

O Cidadeverde.com entrou em contato com o Tribunal de Justiça do Piauí, através da assessoria de comunicação, para buscar informações sobre a previsão de retorno das atividades no poder judiciário. Até o momento, o orgão não se manifestou sobre as reinvidincações dos advogados. 

Foto: Roberta Aline/Cidadeverde.com 

Os advogados também pretendem realizar um ato em defesa das atividades presenciais na sede da Justiça Federal em Teresina, na avenida Miguel Rosa, zona sul da capital. 

 

Flash Nataniel Lima
[email protected] 

Imprimir