Cidadeverde.com
Esporte

Jogos Escolares Brasileiros: participantes sofrem com a falta de hospedagem e alimentação

Imprimir

Os Jogos Escolares Brasileiros iniciaram na última quarta-feira (28), no Rio de Janeiro. A competição reúne milhares de crianças e adolescentes com idade de 12 a 14 anos e é para muito deles a primeira experiência direta com o esporte de alto rendimento, viagens para fora de seu estado e outras grandes oportunidades que o esporte pode oferecer, mas para muitos desses garotos e garotas as primeiras horas de competição estão sendo caóticas. Isso porque as várias delegações estão usando as redes sociais para denunciar à falta de hospedagem, alimentação adequada ou até mesmo em horas de filas para poder fazer as refeições. 

Foto: Enviada ao Cidadeverde.com

Alunos/Atletas aguardam horas para conseguir almoçar

Segundo relatos, delegações de vários estados não tem sequer hotel para se hospedarem até então, apesar de terem chegado ao Rio de Janeiro na madrugada de hoje (29). A parte de transporte também está deficiente e não tem passado para levar os atletas o refeitório do centro olímpico ou mesmo instalações da CBDE (Confederação Brasileira de Desporto Escolar) e muitos deles não conseguiram almoçar no dia de hoje. 

Um representante do estado do Piauí relatou que parte da sua delegação que chegou na quinta-feira (28) passou cerca de 15 horas circulando dentro do Centro Olímpico sem ter onde se hospedar. "O grupo que veio na quinta (28) conseguiu hotel depois de ficar das 6h da manhã até às 19h rodadando. O outro que chegou hoje (29) até agora está sem hotel", relatou o participante por volta das 17h. 

De acordo com informações de representantes do Piauí que lá estão a delegação do estado está sofrendo com todos esses problemas. Desde a falta de local para se hospedarem e por isso as crianças e adolescentes estão a horas circulando nos locais de competição, demora de horas para almoçar e também o fato de ainda não terem conseguido se credenciar para o evento mesmo estando no Rio de Janeiro desde ontem (28). 

Foto: Reprodução CBDE

Nas redes sociais da CBDE é possível ler vários relatos de alunos/atletas ou mesmo familiares que permitiram que seus filhos ou mesmo parentes viajassem para competição escolar. “Tênis de mesa RS (Rio Grande do Sul) não dormiu e sem comer”, escreveu um. “Absurdo tamanha desorganização”, emendou outro internauta. 

“Comida ruim, estamos sem transporte, sem hotel, dando carne de hamburguer para as crianças e refrigerante com muito açúcar. Estou decepcionado com a falta de organização”, declarou outro seguidor. 

O problema envolve delegações de todos os estados e não apenas os atletas do estado do Piauí. De acordo com informações de internautas, a delegação da casa, Rio de Janeiro, precisou sair do hotel e dormir em casa para assim ceder o hotel aos atletas representantes de outros estados. Atletas do estado do Maranhão precisaram trocar de hotel três vezes e até o final dessa reportagem ainda não conseguiram se hospedar em nenhum outro local. 

O portal Cidadeverde.com entrou em contato com assessoria e representantes da Confederação Brasileira de Desporto Escolar (CBDE), mas não obteve resposta até o fechamento dessa matéria. O estado tem o piauiense Francisco Braz, como segundo vice-presidente da CBDE, e o procuramos, porém não houve retorno também. As seletivas estaduais dos Jogos Escolares é realizada pela Fundespi junto a FEEPI (Federação de Esportes Estudantis do Piauí), porém a fase nacional é de responsabilidade da Confederação. 

Os Jogos Escolares Brasileiros com crianças de 12 a 14 anos estão acontecendo no Rio de Janeiro e boa parte das instalações usadas nas olímpiadas estão sendo usadas pelos atletas. São ao total 17 modalidades e a competição segue até a próxima quinta-feira (4). 

 

Pâmella Maranhão
[email protected]

Imprimir