Cidadeverde.com
Política

Vereadores adiam vistorias no transporte público devido greve de trabalhadores

Imprimir

Foto: Roberta Aline/ Cidade Verde 

Uma série de vistorias a serem realizadas por vereadores de Teresina em vias e garagens do transporte público foi adiada até que seja decretado o fim da greve de motoristas e cobradores na capital, que chegou ao sétimo dia nesta terça-feira (03). 

O presidente da Câmara Jeová Alencar (MDB) explicou que a fiscalização tinha como objetivo verificar a quantidade de veículos estacionados nas garagens, bem como a frota que circula pela cidade e o tempo médio de espera do passageiro. 

“Temos a questão de greve de motoristas e cobradores e, infelizmente, isso nos impede de visitarmos para verificar a quantidade de ônibus que estão na cidade. Mas, tão logo acabe a greve uma equipe de vereadores fará essa vistoria”, pontuou.  

Audiências Públicas

No momento, a Câmara está com pelo menos quatro audiências públicas sobre o transporte em Teresina aprovadas, sendo uma de autoria do vereador Luiz Lobão (MDB) e três do vereador Dudu Borges (PT). 

A primeira tratará sobre a situação trabalhista e as demais sobre os modais do transporte rural, alternativo e eficiente. Os parlamentares avaliam a possibilidade de unificar pelo menos dois dos debates e querem realizá-los de forma presencial. 

Audiências presenciais 

Questionado pela reportagem, Jeová Alencar confirmou que deverá baixar ainda em novembro uma portaria com a flexibilização de medidas de distanciamento estabelecidas na Casa devido à pandemia. Segundo o presidente, audiência públicas, sessões solenes e de título de cidadania poderão ser realizadas de forma presencial. 

“Acredito que no início da primeira quinzena de novembro vamos voltar com 70% dos servidores presenciais, entre eles as audiências públicas presenciais que são de assuntos importantes sobre as problemáticas da cidade e atuamos ajudando a trazer as soluções”, frisou.  


Paula Sampaio
[email protected]

Imprimir